Eu Quero Acreditar

wEu Quero Acreditar

Muito mais do que palavras são atos,é o olhar é o sonho,é a expressão.Palavras são mágicas. A magia está em ler palavras antes mesmo de serem ditas...

**q. acreditam online**


 Links & Sites

Leia Meus Contos ;)


Doce Ventania que me Leva aos quatro cantos do mundo,me inebriando ao cheiro de terra molhada,a sensação da Liberdade da Chuva,minha amiga.Me conduza aos ventos do Leste,Norte, Sul e Oeste,aos mistérios ainda não desvendados,em verdades para serem ditas e descobertas, Me faça adentrar nas nuvens,que desagua sensações e alegrias,que transforma,que acalenta, que entristece,desespera e modifica... me transmutando no arder do fogo,em seu mistério,seu poder e seu calor.



Meu perfil

MEUS SITES


**Imagine-O site**.:>

Himitsu.:>

Visitem!!!

Suika & Cia .:>

Olhos de Raposa.:>

Nada Demais.::>

Átomos do Alessandro.:>

Cantinho da Letícia.:>

Batom! .:>

Asterix ,blog do Elcio .:>

CabeZa Animal.:>

Consultório Virtual .:>

Ogima na Rede .:>

.Dezessete do Oito. .:>

Nuvens que Passam.:>

Freirinha no Confessionário.:>

665,o vizinho.:>

Porco com Nozes.:>

En Baoli.:>

Meu sonho de ser felizl.:>

Fadinha Azul.:>

(H)A vida aqui fora?.:>

The Otherside.:>

Oi Moça.:>

Complicated Girl.:>

Tudo Deserto.:>

Calango Luminoso.:>

Finado.:>

Observador.:>

Encrenquinha Rox** .:>

Espiritualidade.:>

Antes feio,o blog . :>

Lanterna de Diogenes2.:>

Mutação Quantica .:>

Os homens da minha vida.:>

Roupa Intima.:>

Madame Oraculo.:>

Paz na Vida.:>

contador, formmail cgi,
 recursos de e-mail gratis para web site




wArchives:


-- HOME --



This page is powered by Blogger. Why isn't yours?
wQuinta-feira, Julho 31, 2008


Trecho de uma historinha do Louco e do Cebolinha:

Louco diz,bastante ofendido:
"-Agora você feriu meus sentimentos!"
Cebolinha,com sorriso amarelo,tentando remediar a situação:
"-Não há nada que eu possa fazer?
Louco genuinamente assustado com aquela pergunta "ilógica":
"-Nada que você possa fazer?"
E responde como se fosse um grande sábio:
"-Mas o nada já está feito!O tudo que é que ainda está por ser feito!"
(Cebolinha ,com uma expressão bastante irritada,observa o Louco indo embora resmungando):
"-Humpft!Depois eu é que sou Louco!"


posted by Eterna Melodia do Vento at 7/31/2008 11:18:08 AM


**Acredite!Comente!**:




wSegunda-feira, Agosto 06, 2007


....

posted by Eterna Melodia do Vento at 8/6/2007 12:45:40 PM


**Acredite!Comente!**:




wSexta-feira, Dezembro 01, 2006




Estranhamente       Repentinamente       Desesperadamente       Assustadoramente


                   Imagine                   Tantos                         "entes"



Que quiser,                  Que puder                 Por que                No meio disso



                     TUDO                    num repente o            VAZIO



toma conta                e ficamos                        Sem saber       Como ou quando



E então...




Qdo pensamos que nos acostumamos





o tudo transborda, preenche, e nos assusta.






Estranhamente Repentinamente Desesperadamente ...

posted by Eterna Melodia do Vento at 12/1/2006 03:55:14 PM


**Acredite!Comente!**:




wQuarta-feira, Novembro 29, 2006


Houve uma época, pensava eu que a chuva eram as lágrimas de alguém lá de cima.
Quando ouvia e via muitos raios,trovões e relampagos que me faziam estremecer achava que devia ser um choro raivoso, as vezes a chuva despencava de forma tão suave e bela que pensava que só poderia ser um choro de alegria,em tempos o dia parecia virar noite, numa escuridão sombria então devia ser um choro bem tristonho e magoado...
Epocas que pensei que era apenas alguem tomando banho....e aproveitava para lavar um pouco o clima aqui de baixo.

Tempos em tempos, épocas e épocas, dias e dias
E a gente vai mudando...



posted by Eterna Melodia do Vento at 11/29/2006 09:13:03 AM


**Acredite!Comente!**:




wDomingo, Outubro 08, 2006


Amigo Imaginário

Estava eu caminhando ,quando me deparo com um moço encolhido no canto da calçada.Ele chorava muito.Intrigada ,me aproximei dele e toquei no ombro dele.
E o olhar dele encontrou com o meu.
E aqueles olhos eram terrivelmente familiares.
E ele sussurrou num tom acusador:
"Você me esqueceu"
E com um ganido assustador eu o vi se transformar .

Acordei sem saber no que o moço tinha se transformado.

posted by Eterna Melodia do Vento at 10/8/2006 06:27:28 PM


**Acredite!Comente!**:




wSábado, Janeiro 07, 2006


Feliz 2006!! :)
Estou em outro endereço:
Chove Lá Fora
espero vcs no meu novo cantinho
Cafunés e Muita Luz!

posted by Eterna Melodia do Vento at 1/7/2006 03:11:57 PM


**Acredite!Comente!**:




wQuinta-feira, Agosto 11, 2005


Fizeram a gente acreditar que amor mesmo, amor pra valer, só acontece uma
vez, e geralmente antes dos 30 anos.
Não contaram que o amor não é acionado nem chega com hora marcada.
Fizeram a gente acreditar que cada um de nós é a metade de uma
laranja, e que a vida só ganha sentido quando encontramos a outra metade.
Não contaram que já nascemos inteiros, que ninguém em nossa vida
merece carregar nas costas a responsabilidade de completar o que nos falta: a
gente cresce através da gente mesmo.
Se estivermos em boa companhia, é só mais agradável.
Fizeram a gente acreditar numa fórmula chamada "dois em um", duas
pessoas pensando igual, agindo igual, que isso era o que funcionava.
Não nos contaram que isso tem nome: anulação.
Que só sendo indivíduos com personalidade própria é que poderemos ter
uma relação saudável.
Fizeram a gente acreditar que casamento é obrigatório e que desejos
fora de hora devem ser reprimidos.
Fizeram a gente acreditar que os bonitos e magros são mais amados,
que os que transam pouco são caretas, que os que transam muito não são
confiáveis, e que sempre haverá um chinelo velho para um pé torto.
Só não disseram que existe muito mais cabeça torta do que pé torto.
Fizeram a gente acreditar que só há uma fórmula de ser feliz, a mesma
para todos, e os que escapam dela estão condenados à marginalidade.
Não nos contaram que estas fórmulas dão errado, frustram as pessoas,
são alienantes, e que podemos tentar outras alternativas.
Ah, também não contaram que ninguém vai contar isso tudo prá gente.
Cada um vai ter que descobrir sozinho.
E aí, quando você estiver muito apaixonado por você mesmo, vai poder
ser muito feliz, e se apaixonar por alguém.:: ,
Retirado do blog O meu sonho de ser feliz

posted by Eterna Melodia do Vento at 8/11/2005 09:37:59 AM


**Acredite!Comente!**:




wTerça-feira, Julho 12, 2005



FERNANDO BONASSI

Malas de dinheiro

A mala de dinheiro fará os paralíticos levantarem, os cegos enxergarem e os políticos trabalharem! A mala de dinheiro transformará fascistas imemoriais em revolucionários radicais! A mala de dinheiro dará à revolução o que ela merece, ou precisa. A mala de dinheiro transformará a Faixa de Gaza em faixa de gozo; deslocará o São Francisco para dentro do sertão e o sertão para o Japão, ou apenas para o mar, onde sempre quis estar.
A mala de dinheiro manterá nossos craques neste país de malas, bengalas e cartolas escovadas impecavelmente, comprando a raça dos adversários mais encardidos que tivermos pela frente. A mala de dinheiro venderá merchandising de prosperidade na novela das oito; redesenhará peitos e estômagos que possam agüentar fatos como esses e erguerá bem os nossos traseiros para que terceiros sirvam-se deles. A mala de dinheiro será feito pele, feito plástica que se paga com disfarces de desfalques que o planeta Terra há de comer, ou engolir. A mala de dinheiro eliminará as rugas do rosto, curará o câncer do tempo e construirá a reputação dos deputados prostitutos disputados na ocasião, comprando votos, vetos, projetos ou dejetos.
A mala de dinheiro transformará tesoureiros em costureiros e cantores de ópera em autores de bolero, confeiteiros de bolo, ou fazedores de rolo mesmo. A mala de dinheiro fará a segunda-feira de sábado e o domingo de sexta-feira, reinventando o calendário da política brasileira. A mala de dinheiro garantirá carro com chapa fria, assessores com costas quentes e dois recessos anuais remunerados a todos os mortais desempregados! A mala de dinheiro equipará os coletes de uma polícia pacífica e fará os juízes baixarem o cacete, ou o cassetete, em suas próprias leis, chamando-as de ridículas e trocando uma coisa pela outra. Afinal, uma mala de dinheiro é uma mala de desejos, é uma mala de direitos adquiridos para advogados por cidadãos solícitos. Assim, a mala de dinheiro fechará o corpo dos danados e as portas das cadeias aos colarinhos encardidos.
A mala de dinheiro comprará o pão amassado pelo diabo com o carinho dos infernos e cooptará até mesmo os sauditas mais xiitas dentre os sunitas anarquistas que os americanos capitalistas insistem em cortejar para trocar seu óleo. A mala de dinheiro garantirá o orgasmo infinito por mil e uma noites de orgia. Você comprará todo o amor que não pode ter de graça com uma mala de dinheiro! Você ajoelhará diante da mala de dinheiro, lamber-lhe-á os fechos e fivelas sem receio, como se fossem o antigo seio esplêndido da madrasta junto ao berço.
A mala de dinheiro tirará as vagabundas das ruas, transformando-as em senhoras de respeito, pois a mala de dinheiro é uma segunda sagrada família, com ou sem a benção de Deus. Deus mudaria sua nacionalidade por uma mala de dinheiro? Uma mala de dinheiro faria até mesmo as moscas mais ariscas se calarem diante das bocas abertas em surdina, fome ou prece! A mala de dinheiro transformará em estátuas de sal os contadores que ousarem olhar para seu conteúdo... mas, quem seria louco de refugar diante de uma mala de dinheiro? Uma mala de dinheiro pode, por exemplo, deixar secretárias ressentidas com os baixos salários ou os modos baixos de prestarem, ou não prestarem, para certos serviços... Este colunista se venderia por uma mala de dinheiro? Uma mala de dinheiro transformaria esta coluna num anúncio...
Por onde passa, a mala de dinheiro deixa o ar de sua graça, ou desgraça, como a garota mais linda que vaga numa praia de copos e copas bacanas. A mala de dinheiro poderá ser convertida numa controvertida operação de maquiagem para a distribuição de renda, transformando um homem pobre num homem podre. A mala de dinheiro poderá ser abandonada distraída, mas jamais será esquecida por inteiro, já que uma mala de dinheiro bem guardada poderá ser arremessada no ventilador de nossa História. Uma mala de dinheiro é apenas uma mala de cruzeiros, de cruzados ou de verdadeiros reais safados combinados para não se conhecerem em situações de emergência ou desespero.
Uma mala de dinheiro não tem credito, nem precisa de crediário; também não tem gosto, como o desgosto do cabo de guarda-chuva. Uma mala de dinheiro nem precisa de alça, pois todos querem abraçar seu conteúdo. Mas cuidado: pela força sedutora de uma mala de dinheiro, um filho querido poderá assassinar o próprio marido de sua mãe! A mãe da mala de dinheiro não tem alma. É lama moldada por canalhas. O que um supercanalha faz com uma supermala de dinheiro? Onde desfilará nesses fevereiros que se repetem para o deleite dessas elites menos reacionárias do que estacionárias? Jesus Cristo daria as caras outra vez para ver o que fez por uma mala de dinheiro?
Será preciso uma mala de dinheiro para cada brasileiro! Todos morarão em hotéis cinco estrelas! Haverá tanta gente hospedada que ninguém poderá servi-los! A burguesia será, enfim, uma classe decadente. Todos serão nobres com uma mala de dinheiro. Aliás, uma mala de dinheiro compraria a alforria de muitos desses negros que ganham menos e haverão de se cansar de se deixar escravizar e partir para uma ignorância maior do que aquela praticada por seus senhores e feitores. A mala de dinheiro encherá o saco de felicidade! Nossas malas de dinheiro provocarão inveja e ojeriza no mundo inteiro! A mala de dinheiro nos livrará de todo o mal. Amém.
PS.: Problema. Para cada mala de dinheiro, há milhões de carteiras vazias...
@ - fbonassi@uol.com.br

posted by Eterna Melodia do Vento at 7/12/2005 09:19:06 AM


**Acredite!Comente!**:




wQuarta-feira, Julho 06, 2005


..mais tartarugas ;)


Agora entendo as rugas das tartarugas

Desconfio que as tartarugas carregam uma saudade nas costas.Uma saudade capaz de imprimir rugas com o tempo.Se é verdade verdadeira,eu não sei.Mas também não sabem aqueles que dizem que as tartarugas são répteis e que os répteis têm sangue frio.
Aquele casco capacete nas costas,todo desenhado para cada ano de vida,só pode ser as marcas de uma saudade.
Em terra,esses répteis são monges zen levando a vida em câmera lenta para viverem muitos séculos.Mas curtem a rapidez também.No mar,são rápidos como uma raio.E têm aquele pescoção comprido,aquela cabeça careca,que só podem ser de uma saudade enorme.


Será que as
tartarugas têm
saudades dos
dinossauros?


Ricardo Corona é poeta e autor do CD de poesia "Ladrão de Fogo"(Medusa,2001)e do livro infantil "O Sumiço do Sol"(Arco-Íris,1993)



posted by Eterna Melodia do Vento at 7/6/2005 11:28:38 AM


**Acredite!Comente!**:




wDomingo, Junho 26, 2005


CONTRÁRIA

Se vc tirou a carta da Tartaruga em posição invertida,isto significa que a Mãe Terra está pedindo que vc retome contato com ela.Se vc se tornou uma pessoa leviana e irresponsável,do tipo que atira lixo pela janela do carro em vez de jogá-lo na lixeira ,a Mãe Terra está lhe chamando a atenção
Se vc se sente sozinho e angustiado ,Ela também está lhe chamando.Se está passando fome ,atravessando um longo período de dificuldades financeiras ou tentando infrutiferamente ter um filho use a energia de cura da Tartaruga.Saiba que vc não está sozinho...NUNCA .Vc é um filho da Terra.Todos os atos de prazer,alegria e abudância nos são doados pela força curativa da Mãe Terra .Use a energia curativa da Mãe Terra para ajudá-lo e vc receberá tanta energia que ainda será capaz de reparti-la com os demais.

A carta da Tartaruga na posição invertida pode ser simbolizada pela imagem da Tartaruga virada sobre seu casco,com as quatro patas para cima,lutando desesperadamente para recolocar-se sobre suas patas VC não é uma vitima indefesa apesar da situação atual poder leva-la a acreditar nisto.Para ser capaz de endireitar a Tartaruga atingida em sua dignidade vc precisa somente fazer uma lista das coisas pelas quais é grato e ,a partir deste ponto de gratidão criado em seu coração,buscar a abundância e as alternativas que a Mãe Terra lhe oferece.

Do Livro:Cartas Xamânicas de Jamie Sams & David Carson


posted by Eterna Melodia do Vento at 6/26/2005 04:46:07 PM


**Acredite!Comente!**:




w


Saudações com muita boa Ventania!

Pessoas,fiquei ausente por uns tempos,não por falta de inspiração ,coisa que costuma me acontecer,pelo contrário, tenho contos escritos e muitas idéias pipocando em minha cabeça.Mas o que me afastou foi uma gripe horrível que estava me deixando insone,e eu tossindo que nem uma louca, deixando toda a família insone tb :b .
Graças aos bons deuses, estou bem melhor e acabei descobrindo um santo remédio o alho.
O gosto é horrível,eu sei...
Mas,funciona!
Diz a lenda que o alho serve para espantar maus espíritos e tals.Ah,mas deve espantar também os maus ares de vírus e bactéria! :) :b
Bom,povo chega de lhes encher as paciências.
Eu havia dito há muito tempo,que iria postar aqui a mensagem da Tartaruga ,meu animal de poder que vêm me confortando e ajudando muito!
Cafunés e Muita Luz!!!

Animal de Poder

"Se você falar com os animais, eles irão falar com você.
E assim, vocês conhecerão um ao outro.
Se você não falar com eles, não os conhecerá...
...E aquilo que você não conhece, você teme.
... E aquilo que se teme, se destrói.¿

Tartaruga- Mãe Terra

Tartaruga...Grande Mãe,
Alimente meu espírito
Agasalhe meu coração
Para que eu possa servi-la também


Nos ensinamentos dos índios norte-americanos,a Tartaruga é o símbolo mais antigo do Planeta Terra.É a personificação da energia das deusas e tb da eterna Mãe ,da qual derivam nossas vidas.Nós nascemos das entranhas da Terra e nossos corpos retornarão para a necessidade de honrar a Terra e respeitar a necessidade de dar e receber,dando para a Terra aquilo que dela recebemos.
A Tartaruga possui uma carapaça similar àquela empregada há milênios pela Terra para proteger-se das profanações das quais é vítima.A proteção da Mãe Terra manifesta-se nas mudanças que ocorrem em sua superfície,nos abalos sísmicos,na atividade vulcânica,que faz surgir novas porções de Terra e nas alterações climáticas
Assim como a Tartaruga,vc tb possui carapaças que o protegem da inveja,do ciúme,das agressões e da inconsciência alheia.O Totem da Tartaruga o ensina ,por seus padrões de comportamento,a saber se proteger.Se você está sendo incomodado pelas palavras e ações dos outros é tempo de se recolher dentro da sua carapaça para demonstrar que vc não pretende aceitar estes ataques passivamente.É hora de lançar um sinal de alerta.
Se você tirou a carta da Tartaruga,é sinal de que você está sendo convidado a honrar a fonte curadora que existe em seu interior,a buscar uma conexão maior com a Terra,e a observar sua própria situação atual com compaixão maternal.Use as energias da Terra e da água -as duas moradas da Tartaruga-para ver sua situação presente de vida fluindo de maneira harmoniosa e para fincar firmemente seus pés na Terra num lugar de poder.
A Tartaruga é uma excelente professora da arte de encontrar uma ligação maior com a Terra.Usando o poder de cura da Tartaruga,você será capaz até mesmo de superar sua tendência de viver no Mundo da Lua.Aprendendo a manter os pés no chão ,vc será capaz de focalizar melhor seus pensamentos e suas ações,aprendendo a relaxar,a desacelerar e a encontrar a paz que possibilitará a concretização de seus ideais
Com sua calma proverbial a Tartaruga o adverte do risco de tentar "apressar a corrente do rio" .O milho colhido antes do Tempo não atinge a plenitude,mas se deixarem que ele amadureça em seu próprio ritmo,ele se desenvolverá bastante e servirá de alimento para um número maior de pessoas
A Tartaruga enterra seus pensamentos na areia ,como faz com seus ovos,deixando ao sol a missão de choca-los.Isto a ensina a amadurecer suas idéias antes de deixa-lás virem a Luz.Lembre se da antiga fábula da Lebre e da Tartaruga e decida pr si mesmo se você vai se alinhar com a Tartaruga ou coma sua oponente .Ser grande ,forte e rápido não são necessariamente os melhores requisitos para se atingir um objetivo,pois quando vc chegar à sua meta podem lhe perguntar onde esteve, e talvez vc não seja capaz de responder esta pergunta.Neste caso chegar prematuramente à meta pode fazê-lo sentir se muito imaturo.Siga o fluxo da correnteza do rio.
Se vc tirou a carta da Tartaruga isto é um prenúncio de um período na qual vc terá uma conexão maior com o poder da Terra e da Deusa Mãe que reside em seu interior.Não importa em que situação s emeteu,se vc pedir ajuda à Deusa Mãe ela resolverá o seu problema e trará abundância à sua vida
Do Livro:Cartas Xamânicas de Jamie Sams & David Carson
Continua**



posted by Eterna Melodia do Vento at 6/26/2005 08:44:43 AM


**Acredite!Comente!**:




wQuarta-feira, Junho 08, 2005


Algum dia ,
O barco lá no meio do mar
Talvez chegue em terra firme,
...Algum dia.




posted by Eterna Melodia do Vento at 6/8/2005 07:44:28 AM


**Acredite!Comente!**:




wSegunda-feira, Junho 06, 2005


4:30h. A.M
Ainda na cama, desperta, olhando as sombras do quarto.Inquietude.
5:00h. A.M
Irritação,tristeza,desânimo.Uma avalanche de sentimentos,que não se compreende.Como se não houvesse outra alternativa.Vou pra fora, atravesso o quintal e me sento aqui em frente ao pc.Entre travamentos,e reiniciações ,demora-se 30 minutos para que eu consiga conectar a internet.Ato automático, vou lá em meu blog, e respondo aos comentários no meu próprio coments.Visito um ,dois,três blogs.Textos que falam de dúvidas,de medos,da alegria de viver.
7:00h. desconecto.
Tento voltar pra cama, pego meu caderno e tento escrever.Vejo todos dormindo. Resolvo voltar aqui, e escrever.
São 7:08h agora.
Ontem tive uma crise, meio que forçadamente sai um pouco lá pro mundo de fora. Vi pessoas felizes com seus projetos.Vivendo.E me senti sem vida.
Não sei o que pensam quando me olham.Quando perguntam coisas pra mim, e respondo com acenos de cabeça e monossílabos e uma guerra insana se travando dentro de mim."Quero ir embora".
Outro lugar.
Gente,pessoas,multidão.Zum-zum-zum.
Eu tentando me encobrir.O pânico já se instalando.E o nó que se formou dentro de mim.Pronto o choro já estava por vir.Segurei.Fui onde havia menos gente,em um canto qualquer lá fora, sem zum-zum-zum.
Uma,duas,tres respirações.
Pronto o pranto já foi contido.
Fugi dali, pra voltar pra casa.
Talvez tivesse sido melhor ter desabado de vez,chorado tudo que venho segurando.Mas tudo foi contido novamente como se nada tivesse acontecido.
Melhor assim.Iria virar replay de tempos de colégio que eu chorava que nem uma louca, e o professor esperando que eu falasse algo para que ele pudesse aconselhar.
Ele se cansou , pois nada eu falava. Não sabia o que falar.Falar que eu me sentia sozinha?Não entendia as conversas de rodinha de danceterias e sobre meninos?Naquela época não sabia o que se passava comigo.Hoje conseguiria conversar.Mas nada mudou muito.Mudar mudou, mas não sei o quanto .Eu sou parada.Minha vida parada.Ah e eu escolhi assim.E se eu quisesse conversar com ele, para que o procurasse.Nunca o procurei.e tudo ficou por isso mesmo.
E continua ficando por isso mesmo.

Eu numa montanha russa, um dia alegre, outro em total desânimo e tristeza.Sem terminar nada com nada.Tudo pela metade.
Minha vida pela metade.


posted by Eterna Melodia do Vento at 6/6/2005 07:32:48 AM


**Acredite!Comente!**:




wSexta-feira, Junho 03, 2005


Mestre? e Discípulo?
por Suzana Sanae Yogi
Estava o discípulo como de costume a espera de algum novo ensinamento de seu mestre,este lhe lançava aquele costumeiro olhar que parecia ir até as profundezas de sua alma.
O discípulo já estava se sentindo incomodado ,pois já estava sendo olhado há mais de uma hora.
Foi então que respirou fundo e perguntou:
"-Mestre? Algum problema?"
O mestre lhe lançou um olhar surpreso e retrucou:
-Quem disse que eu sou um mestre?
"Mas..."
-Você fica me seguindo que nem um louco, achei melhor não contrariar.Mas,não foi de todo mal.Aprendi bastante com você.Agora me deixe em paz,sim? Vá ,viver sua vida.-dizendo isso, foi embora.

E o "discipulo" achou que o mestre tinha razão, ele não era um mestre.Devia ser algum iluminado...

:b




posted by Eterna Melodia do Vento at 6/3/2005 01:12:34 PM


**Acredite!Comente!**:




wQuinta-feira, Junho 02, 2005


"..dessa saudade que eu sinto de tudo que ainda não vi"

Quantas coisas a gente apenas imagina, e sente um grande vazio,escuro e frio?
O quanto a gente quase toca, podemos sentir algo vibrando entre nossas mãos, mas não é nada?
Até que ponto nos é permitido sonhar?
...
é, um post chato.

posted by Eterna Melodia do Vento at 6/2/2005 04:01:40 PM


**Acredite!Comente!**:




wSábado, Maio 28, 2005


A caixa de Pandora
Suzana Sanae Yogi


Na casa de Pandora foi encontrado um pergaminho onde contava a história da Luz e da Escuridão,de como venceram as Trevas e sempre que se encontram, o Amor é finalmente vivido e compreendido.




posted by Eterna Melodia do Vento at 5/28/2005 04:18:16 PM


**Acredite!Comente!**:




w


A Caixa de Pandora
Suzana Sanae Yogi


Pandora estava tão entretida ao admirar as inscrições da caixa que quase a abriu,ao perceber o que quase iria fazer,entrou em pânico,ao imaginar que o mundo poderia ficar do que já estava.
"-Será mesmo que o mundo pode ficar pior do que já está?" - uma familiar voz se fez ouvir dentro dela.
Mas Pandora estava com tanto medo que ignorou a mensagem implícita que a voz tinha lhe dito e cobriu a caixa com um pano e foi se esconder encolhida embaixo das cobertas.Suava frio, suas mãos estavam geladas e tremia como se estivesse com febre.
As trevas dominaram o ambiente e se sentindo totalmente só,pensou consigo mesma que seria melhor mergulhar na escuridão ,pois tinha fracassado.Ela não era um ser divino coisa nenhuma, e tudo o que podia fazer era ficar ali se deixando que o medo a dominasse.
Exausta ela caiu no sono,e o ambiente dos seus sonhos não era diferente da realidade.
A escuridão e o silêncio eram a sua única companhia,ela caminhava numa estrada que parecia nunca ter fim,tropeçando e caindo tantas vezes que tinha perdido a conta.
Foi então que o avistou.* O jovem *
O olhar que antes era intenso e expressivo cedeu lugar a uma expressão fria e distante.Pandora sentiu se tão triste ao vê-lo daquele jeito que começou a chorar foi então que percebeu que ele estava preso e acorrentado.
"-Se liberte,Pandora!" - a voz dele a fez tremer.
Ele só poderia estar louco,era ele quem estava preso,não ela
Subitamente o vento começou a soprar forte em direção a ela, e no segundo seguinte o jovem já não estava mais preso.
Era ela quem estava presa e acorrentada.
A caixa apareceu na sua frente,ela chutou desesperada o objeto para longe,mas a caixa voltava para o mesmo lugar ,flutuando,bem em frente ao seu rosto.
Acordou,com a caixa em cima de sua cama.
Ela gritou em pura agonia.e olhou ao seu redor e percebeu que tudo havia se transformado em trevas e escuridão.
Talvez já não tivesse outra opção a não ser se tornar parte da sombria realidade.
Vários dias se passaram e Pandora passava o tempo olhando fixamente para a caixa como se estivesse em transe...

O medo se instalou e tomou conta do seu ser.A sensação de fracasso era sufocante.E a "culpa" se abateu sobre ela.
O símbolo bordado na caixa ,resplandecia emitindo luzes douradas e parecia querer dissipar toda aquela atmosfera de frio e desolação.A luz se tornava cada vez mais intensa e Pandora começou a gritar,não conseguia mais sentir e ver a beleza de nada,tudo era frio e escuro para ela.Até aquela luz dourada e cálida se tornava algo terrível e ameaçador.
"-Vamos Pandora,lute.Se liberte!- a voz masculina e suave já tinha se tornado familiar para ela.Era a voz do jovem".
"-Me ajude!Se liberte!" -a voz se tornou rouca e sussurrada.
Ele estava na sua frente ,e chorava.Umas luzes suaves e ao mesmo tempo intensas giravam em torno dele e se expandia preenchendo todo o ambiente.Parecia estar cansado,mas seus olhos estavam tranquilos mas também havia uma tristeza diferente ali.Uma solitária tristeza que se misturou com toda a tristeza do mundo que no instante seguinte se dissipou do olhar dele para dar lugar a uma determinação e ternura que a esqueceram do frio e de toda a densa neblina que a envolvia.
E então começou a se lembrar de um lugar,o seu LAR,onde tudo se sintonizava e ela era feliz. Ela se lembrou de um certo jovem de olhos intensos,e o por que estava nesta dimensão.
E recordou que todos aqueles últimos dias escuros,o clima de guerra,destruição já existiam ,muito antes dela os libertar.Apenas estavam presos e mascarados no interior de cada um.Correu para olhar para fora e viu que o céu estava cinzento,mas também conseguiu ver a chuva e o arco-íris por trás daquelas nuvens cinzentas.Muito do que tinha presenciado foi aumentado e criado por ela.
Podia finalmente perceber a sombra de todos os aspectos negativos que rondava toda a atmosfera.E sua terrível carência privando a da Luz e Percepção.
Agora era hora de preencher a atmosfera e alimentar as Sombras de Luz e Compaixão para que as trevas se dissipem.

A Intensa aura que envolvia o rapaz se apagava aos poucos,mas Pandora lutava contra o medo das trevas e não percebia o que estava acontecendo com o jovem.
Mesmo compreendendo tudo o medo ainda não a abandonou.O medo de que tudo fique pior do que já está.Do fracasso.Da solidão.Do incerto.
"-Será mesmo que tudo poderá ficar pior do que já está?"
"-Mesmo que fique pior, alguma ação pelo menos foi feita" -sussurrou Pandora
E quase prestes a desmaiar,com o coração batendo fortemente que chegava a doer,as mãos trêmulas,abriu a caixa.
O que se seguiu é algo indescritível,A Esperança,o Amor,a Paz,a Felicidade e todos os frutos da Luz preencheram o quarto de Pandora,deixando no ambiente o suave aroma das flores e da alegria de viver, e uma envolvente melodia da harmonia,do equilíbrio e da paz.
Quando as últimas centelhas de Luz saíram pela janela afora, finalmente os olhos dos dois se encontraram.
O jovem sorriu-lhe, e este sorriso aqueceu totalmente o coração de Pandora. Foi a última coisa que fez antes de se desfazer no Ar.
Toda a energia do rapaz foi transmitida a Pandora para que pudesse vencer todas as trevas que residia dentro de si e ao seu redor.
O símbolo da caixa ainda emitia intensa luz dourada.Pandora a tocou e um grande portal foi aberto.

***
[continua...]





posted by Eterna Melodia do Vento at 5/28/2005 04:13:17 PM


**Acredite!Comente!**:




w


A Caixa de Pandora
Suzana Sanae Yogi


Pandora passou alguns dias tentando encontrar alguém que lhe dissesse quem eram aquelas pessoas, mas ninguém tinha visto nenhum jovem e nem policiais estrangeiros.Se fosse assim toda a cidade já estaria comentando.
Sem saber o que pensar, a caixa era a única prova de que aquelas pessoas existiam e que aquela manhã não tinha sido um sonho.
Muitas pessoas que costumavam visitá-la se portavam de forma estranha ao examinarem a caixa.Alguns começavam a chorar, outros pareciam enlouquecer, e alguns pareciam ter encontrado a felicidade.Mas logo que se afastavam,voltavam a ser o que eram antes.Algumas tentaram abrir a caixa escondido de Pandora, mas sem sucesso.

Foi então que começaram os sonhos.
Sempre visualizava um ambiente de um tom azul escuro e ausente de luz.E muitos seres assustadores e medonhos estavam lá.Mas quando chegava perto eles assumiam uma forma bela e sedutora.E então Pandora sentia um frio tão intenso que chegava a sentir sua pele queimar... e acordava desesperada.
Os sonhos seguiam todos os dias ,iguais com pequenas variações, foi quando notou que aqueles seres não podiam chegar até ela.Ela que tinha que ir ao encontro deles.
Então o sonho mudou completamente, Já não estava escuro,havia uma suave luz acolhedora. E foi então que ela o viu. O jovem.
"-Algo nesse rapaz é para mim irresistível" -Pandora se pegou admirando-o e percebeu a sua beleza, estranhou não ter notado antes, mas o que chamou a atenção foi a tristeza transmitida pelo olhar dele, e a felicidade sugerida pelo sorriso.

Ele segurava a caixa, agora de uma forma diferente, com todo o cuidado,como se fosse se esvair em fumaça ao menor passo em falso.
"-Você precisa abri-la." disse o misterioso jovem num sussurro,como se estivesse sem forças até para falar.
"-Mas você mesmo disse para não abri-la, por que mudou de idéia?" - surpresa, Pandora percebeu que estava chorando, e nem sabia por que.
Ele suspirou e se aproximou dela, estendendo a caixa para ela e dando a entender que era hora de abrir;
"-Eu não queria ,e ainda não quero que você abra essa caixa, mas é preciso.Você é um ser divino Pandora,e saberá como lidar com o que está por vir.Embora esteja lutando contra isso, é impossível fugir ao seu destino,cedo ou tarde ele te encontra,Tenha fé e coragem."



Imagem retirada do site De mim para Ti



Logo que ouviu ele terminar de falar, como que hipnotizada, tocou na mão dele, e juntos abriram a caixa.
O semblante do jovem se transformou,a leveza,a felicidade que parecia estar nele já não existiam mais, o que viu ali foi um olhar muito mais intenso de tristeza e um sorriso sombrio.
A caixa foi tomada de intensa luz que ofuscou por instantes a visão de Pandora, meia zonza reconheceu horrorizada os seres do seu sonho, mas agora sabia quem eram eles.Todas as desgraças estavam soltas no mundo.Elas já existiam no mundo,mas Pandora sabia que controlavam tudo da dimensão deles, tendo seu poder reduzido em muito.Mas,agora libertados desse jeito, Pandora tremia sem saber o que esperar, tampou em um gesto desesperado a caixa,temendo libertar mais desgraças ainda.
Acordou com o coração aos saltos, o silêncio era gritante, a costumeira cantoria dos passarinhos não se fazia ouvir e a manhã estava cinzenta e opaca.
Ao sair, notou o frio e o clima denso e pesado, as pessoas estavam incrivelmente feias, e carrancudas,e os que costumavam conversar com ela pareciam estar com repulsa dela.
Assustada , parou em frente ao espelho, não reconheceu seu rosto, seus olhos estavam opacos,e a beleza dela a tinha abandonado. (a beleza de alguém pode ser abandonada?)
Ela se trancou dentro de casa,assustada demais com todo o horror que havia presenciado,o cinismo,o ódio,a inveja transpirando por todos os poros das pessoas,e durante dias ela ouviu algumas pancadas ameaçadoras na porta,gritos e gemidos horrendos e quase havia se esquecido por que tudo havia ficado daquela forma.Por culpa dela -pensou Pandora,já a beira do desespero.
Foi quando viu a caixa em cima da mesa da sala ,ela tinha certeza que havia deixado ela escondida bem fundo lá no armário.Respirando fundo, pegou devagarzinho a caixa e percebeu que muitas inscrições bordadas ali haviam sumido. A inscrição bordada que restava havia se transformado num símbolo muito bonito e muito familiar para Pandora,mas não sabia de onde conhecia aquele símbolo.

[continua...]




posted by Eterna Melodia do Vento at 5/28/2005 04:02:21 PM


**Acredite!Comente!**:




wQuarta-feira, Maio 25, 2005


A Caixa de Pandora
Suzana Sanae Yogi

Como se fosse atraída por uma força inexplicavel ,Pandora se dirigiu em direção ao tumulto.Policiais falavam com o jovem, apontando para a caixa.
"O que está acontecendo,senhores?"- perguntou Pandora,aproximando-se do grupo.Ao falar com os guardas,sentiu incrivel mal-estar.
A expressão dos policias ficaram estranhas, e eles começaram a falar numa língua desconhecida,arrastada.Dirigiam-se ao jovem,ignorando Pandora.
"-Você são estrangeiros?"- sem entender nada,Pandora sentia extrema necessidade de continuar fazendo perguntas.
"-A caixa é dela, vocês não podem fazer mais nada."- o jovem dizendo isso, entregou a caixa para Pandora

A caixa era feita de um tecido bordado com inscrições de uma lingua que Pandora não conseguiu definir.
"Não abra esta caixa,de jeito nenhum"- a voz do jovem se fez ouvir.
Ao erguer os olhos para falar com o jovem, não encontrou ninguém, e se viu sentada no banco em frente a sua casa,como se nem tivesse saído dali
"Será que andei sonhando...? Mas a caixa continua aqui,em meu colo!"

[continua...]



ontem,eu dei uma lida no poema "O corvo" de Edgar Allan Poe.
E hoje, tava assitindo um DESENHO, e qual era o tema? o corvo do dito cujo. E eu não acredito em coincidencias...



posted by Eterna Melodia do Vento at 5/25/2005 04:31:11 PM


**Acredite!Comente!**:




wTerça-feira, Maio 24, 2005


A Caixa de Pandora
Suzana Sanae Yogi

Pandora desperta uma grande curiosidade a qualquer um que a observe,dona de uma beleza excêntrica,alguns a considerariam até feia, mas quem conseguisse enxergar além,seria agraciado com algo quase irreal,uma aura sutil e bela da qual não conseguiriam parar de ficar admirando-a.
Mas Pandora não tinha consciência no que despertava a sua volta, gostava de ficar contemplando as pessoas, a natureza,a vida.Os olhos das pessoas eram muito interessantes,alguns traziam consigo um brilho sagaz quase cruel,outros uma inocência de quem pensava poder salvar o mundo, mas que não era nem capaz de salvar a si mesmo, uns eram alegres,outros tristes.Havia sempre extremos opostos,o que Pandora não conseguia entender era o por que daquilo tudo.Havia guerra e paz,harmonia e intriga tudo num mesmo lugar.Mas alegrava que mesmo depois de uma noite fria e escura,com o vento parecendo sussurrar lamentos que viravam uma cantoria assustadora,o dia seguinte muitas vezes nascia com o Sol aquecendo a todos e o Vento sussurrando uma melodia doce.
Gostava de ouvir as historias que as pessoas vinham lhe contar.Sorria ao perceber que uma mesma situação ganhava tons dramáticos,engraçados,sombrios,sinistros,alegres nos lábios de diferentes pessoas.
Estava observando a rua como de costume,sentada no banco em frente a sua casa quando uma certa algazarra lhe chamou a sua atenção. Um jovem, a quem nunca havia visto antes,segurava uma misteriosa caixa.Os olhos dele se encontraram com o dela, e ela soube naquele instante que sua vida mudaria para sempre.

[continua...]





posted by Eterna Melodia do Vento at 5/24/2005 11:18:26 AM


**Acredite!Comente!**:




wSábado, Maio 21, 2005


A Caixa de Pandora

imagem retirada do site Chris Ranes




posted by Eterna Melodia do Vento at 5/21/2005 05:54:29 PM


**Acredite!Comente!**:




wTerça-feira, Maio 17, 2005


Equilibrius
Suzana Sanae Yogi


Então decidiu que o percurso do Caos seguisse seu curso natural. E chorou por muitos tempo, em profunda tristeza.
Na Terra , a Tempestade inundava os quatro cantos do mundo.O vento também estava furioso. Muitos dias de tragédia naturais se sucederam. Quando a Natureza pareceu se acalmar.O mundo entrou em guerra.A água se tornou escassa. Dias terriveis se seguiram na Terra. Mas algo comeceu acontecer, as novas gerações já não traziam consigo o ódio e a ganancia dentro de si, tímidas flores,ervas e arvores começaram a florescer.A época de ouro se instalou.

E foi nessa época que Equilibrius parou de chorar e foi viver sua vida, liberto de sua tarefa, ele se expandiu e se espalhou por todo o Universo , conhecendo novos povos. E feliz foi visitar a Terra, com um pouco de receio do que poderia encontrar.Para sua surpresa, encontrou um povo fraterno e feliz.
Foi aí que conheceu uma graciosa e misteriosa mulher chamada Helena...
Mas deixo essa narrativa para uma outra história ;)

Cafunés e Muita Luz
Suzana




posted by Eterna Melodia do Vento at 5/17/2005 05:31:34 PM


**Acredite!Comente!**:




w


Equilibrius
Suzana Sanae Yogi



E Equilibrius estava se cansando, a sua afeição estava diminuindo e uma saudade de tempos antigos onde ele era livre para se expandir em várias dimensões, aumentava cada vez mais dentro de si.
E a fase densa estava durando mais tempo de que costume. E chegou a conclusão que era ele quem estava alimentando o Caos.
Não podia proteger os humanos para sempre.
[continua]



posted by Eterna Melodia do Vento at 5/17/2005 05:31:11 PM


**Acredite!Comente!**:




w


Equilibrius
Suzana Sanae Yogi



Equilibrius não encarava aquilo como um sacrificio ,ao contrário,alegrava-se muito por poder fazer aqueles seres que sabia terem dentro de si um potencial belo e divino terem a chance de descobrirem isso.
O Tempo passa e muitas vezes Equilibrius esteve prestes a se extinguir pois os humanos estavam cada vez mais em baixa sintonia e o Caos cada vez mais forte .Com isso tinha que despejar uma grande quantidade de seu sangue na Terra por segundo!
Mas qdo pensava que já não tinha volta, pequenos grupos surgiam mudando toda aquela atmosfera densa.E Equilibrius se alegrava ,mas a fase durava pouco e novamente os humanos deixavam o Caos se fortificar.
Aquilo parecia um ciclo vicioso.
[continua]


posted by Eterna Melodia do Vento at 5/17/2005 05:26:05 PM


**Acredite!Comente!**:




wSexta-feira, Maio 13, 2005


Equilibrius
Suzana Sanae Yogi



... Bem no inicio da criação da Terra, havia um ser divino gracioso e brincalhão que nutria uma afeição muito grande pelos seres humanos.
Quando o Grande Espírito estava prestes a destruir os homens ,cansado das promessas vazias dos humanos de melhora e de sua cegueira, este ser divino que vamos chama-lo aqui de Equilibrius, interferiu em favor dos seres de duas pernas da Terra.
Para que o Caos não tomasse conta , Equilibrius alimentava a fúria e todos os sentimentos desoladores que os humanos emitiam tranquilizando -os com gotas de seu sangue,que era um poderoso elixir e fonte de energia para os humanos.
[continua]


posted by Eterna Melodia do Vento at 5/13/2005 11:06:00 AM


**Acredite!Comente!**:




wTerça-feira, Maio 10, 2005


Acabei de ler um livro apaixonante,Estação Waterloo,faz você ficar com vontade de ter alguém ao teu lado e se perguntar um amor tão companheiro e intenso assim é possível? Amor que faz crescer mesmo longe e que supera o horror da guerra e até da morte?É possível quando se acredita,enquanto existir o sonho e a ternura dentro de seu coração.

Vou deixar a poesia que é o ponto chave do livro falar por si só :)
Cafunés e muita Luz

[ A Rosa e o Cervo

Ao deparar com ela na escuridão,
ele encontrou apenas uma inacabada criatura de Deus,um
vago projeto de intenção,uma acendedora de lampião,suave
Sua mão pequenina se estendeu para despertar o pavio com a chama
E ele viu que seus olhos eram tempestuosos...



Nos versos subsequentes detalhavam o relacionamento entre o homem,um construtor de navios conhecido como o "Cervo", e a mulher,uma acendedora de lampião conhecida como a"Rosa" .Embora o poema tenha um final feliz e os personagens terminem passando o resto de suas vidas juntos,no último verso a Rosa tem um sonho horrível,um pesadelo no qual o Cervo a abandona:


Seu lampião ainda estava aceso,mas ele já não via,
Pois mudara no inverno,como fazem os cervos,
endurecendo livre na natureza.
E ela já não era flor para ele,
mas uma simples mulher,imperfeita.
Ela não acreditava que ele fosse tão cruel.
Mas ele a deixou ali,uma rosa por toda a eternidade,
depois virou lhe as costas e partiu.



"-Mas por que Slayton lhe dá esse sonho horroroso?-perguntou Maude a Stephen quando ele terminou de ler o poema-Ela agora tinha tudo o que queria,e os dois estão felizes juntos.Por que sua felicidade tem que ser estragada?"
"-Acho que,mesmo quando a verdadeira felicidade chega,sentimos medo de que ela possa acabar.MAs você tem razão,eles estão felizes no fim.Slayton está nos contando que a rosa vai sempre ter suas angústias,porém,apesar dessas preocupações,os dois ficarão juntos para sempre."
Stephen Kendall lera o poema inteiro em voz alta para ela,todas as estrofes,dando-lhe vida com sua voz.Foi como se ele tivesse vivido uma amor parecido,pensou MAude,recostando-se no estofamento de couro marrom e olhando seu tutor à luz que atravessava o vidro da janela do estúdio.Como podia falar de modo tão comoventedo amor romântico se nunca o tivesse experimentado?Convenceu-se que Stephen Kendall tinha um casamento perfeito e que sua mulher era alguém parecida com ele:jovem,bonita e terna.Era tudo o que desejava para ele,percebeu Maude, e tudo que ela desejava para si mesma algum dia.]

trecho retirado do livro Estação Waterloo de Emily Grayson


posted by Eterna Melodia do Vento at 5/10/2005 04:33:02 PM


**Acredite!Comente!**:




wSábado, Maio 07, 2005


Fácil é dizer que perdoa,é tão feio expressar,dizer,mostrar que não perdoa não é mesmo?Mas será que conseguimos entender verdadeiramente por que é tão importante perdoar?Acho que muitos não sabem.
Como perdoar alguém que desconfiou,pisou,te maltratou,traiu a sua confiança?Existem várias situações,onde o perdão é pedido.
Mas acho que o verdadeiro perdão é quando de repente se consegue olhar para os fatos e perceber que não há nada para ser perdoado, mas sim esclarecido.Sem criticas,sem cobranças,sem acusações.
O verdadeiro perdão acontece quando consegue se entender o que é perdoar.
Perdoar é tirar um lixo que te deixa pesado,pra baixo.É ficar mais leve.E ver a vida mais colorida.É perdoar a si mesmo.
Mas como? O outro que tem culpa!O outro que me traiu, que me ofendeu,que isso, que aquilo.
Sim... o outro, tudo isso e mais um pouco.
Mas você está magoado. Alguma coisa dói em você.
Então,de repente você começa a compreender que não tem como o outro adivinhar o seu jeito,não tem como as coisas saírem do jeito que vc quer,por que o outro é completamente diferente de você, e que ele tem um conflito muito grande dentro dele.
Assim como existe um conflito muito grande dentro de si.
E então se entende a parcela de responsabilidade daquela situação toda.
Já não se vê mais culpa.E sim a situação.E para de se sentir vitima.E então se começa a se libertar...

Cafunés e muita Luz!**

posted by Eterna Melodia do Vento at 5/7/2005 07:03:11 PM


**Acredite!Comente!**:




w


Há Liberdade No Perdão

Sermão/mensagem: 10 de Setembro de 1999.
ICM Monterrey, Pastor: David Pettitt

Primeira Leitura: Romanos 14:1-12
Leitura do Evangelho: Mateus 18:21-35

Nesta quarta-feira, quando o relógio bater às 11 da noite, poderás ouvir os sinos da liberdade soando em todo o México. Neste ano, o Presidente Zedillo estará em Dolores Hidalgo, Guanajuato, onde o documento da Independência foi assinado originalmente em 1810.

Junto com os governantes de cada estado ele lembrará aos cidadãos a liberdade conquistada, tocando os sinos nos palácios de cada capital do Estado, além dos prefeitos em todos as prefeituras de outras cidades. Não há dúvida que este dia de celebração constitui-se no dia mais importante do ano aqui no México.

Os dois homens que deram início a esta oportunidade de liberdade no México, foram padres católicos. Miguel Hidalgo e Costilla organizaram as pessoas a fim de lutarem pela sua liberdade e direitos. Como pai da Independência, ele levou às pessoas um nível de conscientização. Ele substitui a ignorância pela informação e deu às pessoas ESPERANÇA.





Outro padre, José Maria Morelos y Pavon - escreveu a primeira constituição, Sentimentos da Nação. E ainda, a liberdade tem o seu preço...Eventualmente, ambos pagaram o preço mais elevado pelo que acreditavam...Ambos deram as suas vidas para que outros pudessem desfrutar da liberdade individual.

E havia outros que lutaram pela liberdade...Fray Servando (Padre Mier), Clavijero e Tata Vasco, todos membros da ordem religiosa...cada um tinha um sonho...cada um representou o papel maior de ajudar a ser livres a seus irmãos e irmãs...e cada um contribuiu para realizar uma transformação significativa em nossa sociedade.

Ao longo de toda a história, todas as mudanças sociais foram primeiro iniciadas pelas igrejas. E a nossa igreja não é diferente. Na última semana, havia mencionado que Troy Perry começou o nosso programa de associação 9 meses antes da Rebelião de Stonewall em Nova York.

Stonewall pode ser o evento que deu início ao movimento gay mas o fato é que ICM e Troy Perry organizaram e conduziram as primeiras marchas à medida que protestaram contra a injustiça nas regras de emprego e ainda as leis locais e dos estados... eventualmente colocando à prova a legislação federal.

A carta de Paulo aos Romanos e a leitura do Evangelho desta noite, ambas vão diretamente ao coração, nos ajudando a entender uma forma de liberdade. Paulo escreveu no versículo 10, Porque ficas julgando teu irmão e irmã? Porque despreza teu irmão e irmã? Todos nós teremos que nos apresentarmos diante de Deus para que nos julgue.

Numa mensagem semelhante, Jesus falou numa parábola sobre o "Servidor que não sabia perdoar". O exemplo que ele utilizou foi sobre um servidor a quem havia sido perdoado uma dúvida incrível. E assim mesmo a primeira coisa que esta pessoa fez depois, foi cobrar uma dívida que lhe era devida por um amigo.

Tudo isto é sobre justiça...tratar os outros com justiça começa por não julgar as suas ações individuais... o modo como alguém pensa ou o que eles fazem...tampouco tratar os outros com injustiça quando somos tratados com justiça.

Não julgar os outros é um dos sentimentos mais libertadores que jamais pude experimentar! Isto não veio de maneira fácil para mim... de fato, muitas vezes me vejo voltando a este tipo de comportamento.

- Isto exige um trabalho enorme...
- Muita paciência ...
- Um montão de orações bem intensas...
- E, mais do que nada, isto exige muito perdão.

Porém, no final, será possivel experimentar a liberdade! Tudo lhe é possível se tiver fé em Deus - Marcos 9:23.

Quando estava aprendendo a dirigir automóvel, o meu pai me pediu para que não me concentrasse na rua que havia em frente ao carro. Meu pai disse: Olhe o caminho...veja dentro de uma perspectiva maior. Isto é basicamente o que o apóstolo Paulo estava dizendo à igreja em Roma, na sua carta que lemos hoje. Ele estava lhes pedindo em exortação a concentrarem-se em seus olhos espirituais pois assim poderiam ver tudo em uma perspectiva maior.

Os membros da igreja em Roma [como na maiorias das igrejas] eram pessoas muito diversas dividas em grupos comprometidos. As pessoas discutiam suas opiniões pessoais...quando, como e quais são os dias em que celebravam...elas discutiam o que as pessoas deviam ou não comer...prevalescia um clima de hostilidade e de julgamento.

Paulo estava sugerindo para que levantassem os seus olhos...que extendessem a sua visão para além dos seus desacordos sobre como nós vivemos e até mesmo como adorar a Deus. Paulo pode ter escrito esta carta a muitas igrejas...incluindo a nossa. Aceitar a diversidade junto a cada família...a qualquer grupo [incluindo a igreja] não é sempre fácil.

A carta de Paulo é um excelente guia que nos ajuda a nos entendermos, aceitarmos e apreciarmos uns aos outros. A nossa visão espiritual estreita pode corroer nosso espírito...esta pode debilitar nossas crenças ou nossa possibilidade para que sejamos discípulos efetivos...No fim, isto pode minar a nossa missão pessoal assim como as nossas visões como igreja.

O conselho dado por Paulo a cada um de nós para que ampliássemos a nossa visão (ou adotássemos uma visão maior), foi no sentido de que nos ajudasse a percerber que, apesar de não pensarmos e não agirmos da mesma forma, todos nós buscamos adorar e servir o mesmo Jesus Cristo. Este foi o ponto central levantado por Paulo - é aí que nós todos deitamos as nossas raízes e nos encontramos todos ligados a Deus. Nada...Absolutamente nada, nesta vida, haverá de nos afastar deste fato.

Paulo assinala que as discussões (que se geraram por uma atitude cheia de julgamento) poderiam ameaçar e desfazer as suas comunidades - uma comunidade construída com muito esforço. Queria ajudá-los a ver o insignificante que constituía este compartamento em contraste com a grande visão de manter Jesus como o centro de suas vidas. O que a Paulo interessava é que esses conselhos nos fossem úteis hoje.

No Evangelho desta noite, ouviremos Pedro que colocou o Rabi à prova...Ele queria saber o número exato de vezes em que devemos perdoar alguém. Sete vezes são suficientes?, havia perguntado Pedro. Quase podia-se ouvir Jesus pensar, "Ele realmente não havia entendido isso."

Realmente, não creio que Jesus estava oferecendo uma fórmula matemática... mas antes Ele estava tratando de fazer com Pedro percebesse que ele não deveria estar contando. Depois de tudo, se devemos contá-las, estaremos realmente perdoando alguém? Perdoar significa não apenas estar de acordo ao perdoar as faltas de alguém senão tirar também o assunto, fora de nossas mentes.

Se contarmos, estaremos realmente sustentando alguma forma de suspeita face a outra pessoa. Para perdoar verdadeiramente, implica em reestabelecer uma nova relação de confiança. Isto significa estarmos completamente abertos e vulneráveis aos outros que nos tenha ferido (ou decepcionado) no passado.

Nos versículos trinta e quatro e trinta e cinco da leitura do Evangelho, ouvimos o Rei demonstrar misericórdia para alguém que lhe devia uma grande soma de dinheiro. Tão grande era essa que lhe teria sido impossível acertar a dívida enquanto vivesse.

O rei havia ficado furioso quando descobriu que este indivíduo não havia mostrado a mesma misericórdia a alguém que lhe devia. Jesus nos propôs que agíssemos com misericórdia e compaixão, não porque estaríamos nos beneficiando mais junto a Deus...Mas devemos fazê-lo como resposta ínfima à graça e à misericórdia pela qual Deus derramou em cada um de nós.

Jesus nos ensinou isso na Oração Ao Senhor... conforme rezamos, "Perdoe as nossas ofensas assim como também perdoamos a que nos tenham ofendido. Aqui está realmente a libertação ao perdoar! A não ser que tivermos poder e desejo de perdoar aos outros, não poderemos esperar o perdão de Deus.

Neste Dia da Independência, tente realmente de perdoar alguém que lhe seja difícil de OU quase impossível de perdoar. Ofereça a si próprio o presente da liberdade.

Gostaria de finalizar com as palavras de Benito Juarez que foram escritas no lobby do Congresso Estadual, aqui em Monterrey: "Entre los individuos como entre las naciones, el respeto al derecho ajeno es la paz. (Entre os indivíduos assim como entre as nações, o respeito ao direito alheio é a paz.)"

O autor deste presente material é o Rev. David Pettitt, pastor do ICM, Monterrey, México.

posted by Eterna Melodia do Vento at 5/7/2005 07:02:31 PM


**Acredite!Comente!**:




wSábado, Abril 02, 2005


Desejando a todos um ótimo final de semana.
E gostaria muito que me ajudasse respondendo, até onde vc conseguiria perdoar alguém ,e até que ponto vc não conseguiria perdoar de jeito nenhum?
Cafunés e muita Luz
Su

posted by Eterna Melodia do Vento at 4/2/2005 09:19:25 AM


**Acredite!Comente!**:




wQuarta-feira, Março 30, 2005


"A ÚNICA COISA QUE PRECISAMOS PARA NOS TORNARMOS BONS FILOSOFOS É A CAPACIDADE DE NOS ADMIRAR COM AS COISAS"



... certa manhã,mamãe, papai e o pequeno thomas-a esta altura já com dois ou três anos-estão sentados na cozinha tomando o café . de repente,mamãe se levanta ,vira-se para a pia e então ...bem.então papai começa a flutuar sob o teto da cozinha.
o que você acha que thomas diria? talvez ele apontasse o dedo para seu pai e dissesse:"papai voando!"
na certa thomas ficaria espantado, mas ficar espantado não é novidade para ele .afinal,o papai faz tantas coisas estranhas que, a seus olhos,um pequeno vôo sobre a mesa de café da manhã não faz lá muita diferença.todos os dias,por exemplo,seu pai faz a barba com um aparelhinho esquisito,às vezes sobe no telhado e vira a antena da tv, outras vezes enfia a cabeça no compartimento do motor do carro e sai com a cara toda preta lá de dentro.
agora é a vez da mamãe.ela ouviu o que thomas disse e vira-se resoluta.como vc acha que ela reagiria à visão de seu marido voando sobre a mesa da cozinha?
na mesma hora ela deixa cair o vidro de geléia e solta um grito de pavor.talvez até precise de um médico,depois que papai voltar a se sentar em sua cadeira.(há muito tempo ele deveria ter aprendido a se comportar a mesa!)
por que será que thomas e mamãe agem de forma tão diferente?o que você acha?
é uma questão de hábito(grave bem isso!)mamãe aprendeu que as pessoas não podem voar.thomas não.ele ainda não tem muita certeza do que é possível e o que não é possível neste mundo.
mas e qto ao mundo propriamente dito,sofia?você acha que ele é possível?o mundo também fica pairando livremente no espaço.



imagem retirada do site explodingdog

o triste de tudo isto é que a medida que crescemos,nos acostumamos não apenas com a lei da gravidade.acostumamo-no,ao mesmo tempo,com o mundo em si.
ao que tudo indica ao longo da nossa infância nós perdemos a capacidade de nos admirarmos com as coisas do mundo.mas com isso perdemos um coisa essencial-algo de que os filósofos querem nos lembrar.pois,em algum lugar dentro de nós,alguma coisa nos diz que a vida é um grande enigma.e já experimentamos isso, muito antes de aprendermos a pensar.
...para as crianças o mundo-e tudo o que há nele-é uma coisa nova algo que desperta a admiração.nem todos os adultos vêem a coisa dessa forma.a maioria deles vivencia o mundo como uma coisa absolutamente normal.
e precisamente neste ponto é que os filósofos constituem uma louvável exceção.um filósofo nunca é capaz de se habituar completamente com este mundo.para ele ou para ela o mundo continua a ter algo de incompreensível ,algo até de enigmático,de secreto.os filósofos e as crianças têm portanto,uma importante característica comum.podemos dizer que um filósofo permanece a sua vida toda tão receptivo e sensível às coisas quanto um bebê.
e agora,você precisa se decidir,querida sofia: você é uma criança que ainda não se "acostumou" com o mundo?ou você é uma filósofa capaz de jurar que isto nunca vai lhe acontecer?

TRECHO RETIRADO DO LIVRO:O MUNDO DE SOFIA*JOSTEIN GAARDER



posted by Eterna Melodia do Vento at 3/30/2005 01:20:37 PM


**Acredite!Comente!**:




wSegunda-feira, Março 28, 2005



imagem retirada do site Horas Negras

Renascimento
by Suzana Sanae Yogi

era uma vez...
um coelhinho da páscoa
e uma ave fenix

a fenix sentia que ja era tempo de se desfazer em pó e renascer das cinzas,mas isso a fazia sofrer,e já estava se sentindo muito cansada neste processo,de fogo,transformação,tudo e nada. será que para ressurgir em uma nova "visão" teria que sempre passar pelo fogo que transmuta?
muitas e muitas vezes já tinha passado por essas fases,e nunca parava de se surpreender ao ir em frente nessa sua passagem, mas...
algo gritava em um som diferente por essa vez
algo a estava lhe deixando com uma sensação de tremenda solidão e vazio.
e passaram dias e a epoca de se transmutar já estava passando e ela ja não conseguia ir em frente ao seu destino
e se nao cumprisse com sua missao,saberia que o caos tomaria conta em uma dimensao que nem conseguia imaginar
foi entao que ouviu "pulinhos"
surpresa avistou o coelhinho da páscoa,com quem há muito tempo tinha se distanciado; e eis que com olhinhos brilhantes lhe estendia um embrulho colorido e gigantesco,
curiosa e feliz a fenix abriu o embrulho e descobriu ali um imenso ovo de chocolate, e ao partir o ovo ao meio, mas que surpresa,encontrou ali uma pequenina fenix
e muitas lágrimas caíram dos olhos misteriosos da fenix que se transformaram em uma chuva curativa aos habitantes da terra
(a fenix e o coelhinho estao em uma dimensao diferente da terra)
e ao abraçar o coelhinho ,este se transformou no sr fenix ,e disse que nao [e necessario sofrimento para a transmutação .o sofrimento é necessario apenas qdo assim escolhemos...




a fênix é conhecida como um ser que renasce das cinzas,num simbolismo de renascimento e transformação.

Fênix (mitologia), ave lendária que vivia na Arábia. Segundo a tradição, a ave fênix era consumida pelo fogo a cada 500 anos, e uma ave fênix nova e jovem surgia de suas cinzas.




posted by Eterna Melodia do Vento at 3/28/2005 05:31:39 PM


**Acredite!Comente!**:




wDomingo, Março 27, 2005


existe algo de triste no mundo
existe tb algo de alegre
existe duas personalidades distintas
que reside dentro de um mesmo corpo
qual será a verdadeira?


posted by Eterna Melodia do Vento at 3/27/2005 02:05:58 PM


**Acredite!Comente!**:




wSábado, Março 26, 2005


feliz pascoa
quem entrar em minha vida em algum momento vai receber, e talvez dar :
*sorrisos,amarelos,engraçados,tortos,sinceros,nervosos
*lágrimas
*alegrias
*tristezas
*desculpas
*obrigado
*por favor
*carinho
*amizade
*raiva
*odio
*lembranças
*mistérios
*saudades
*incompreensão
e etc...

mas é isso que faz a vida valer... acho.
cafunés e muita luz

ps.alguém sabe alguma coisa coisa sobre o terremoto de lisboa em 1755,e a lua vermelha em 1780?

*

posted by Eterna Melodia do Vento at 3/26/2005 05:35:32 PM


**Acredite!Comente!**:




wQuinta-feira, Março 24, 2005


Texto retirado da internet
O relógio do fim do mundo

Os cientistas criaram seu método próprio para identificar as profecias. O Relógio do fim do mundo foi inaugurado em 1947 pelos estudiosos que participaram do ultra-secreto Projeto Manhattam. Este resultou na fabricação pelos EUA da primeira bomba atômica, durante a Segunda Guerra e está localizado na sede do Boletim na Universidade de Chicago.


O "relógio do juízo final" mede simbolicamente o risco de uma guerra nuclear. Quanto mais próximo das 00:00, maior será a possibilidade de uma guerra com proporções inimagináveis.

Na sua inauguração, o relógio marcava 11h53. Em 1953, quando os EUA fizeram o primeiro teste da bomba de hidrogênio e o relógio chegou a marcar 11h58. Após o fim da Guerra Fria, em 1991, os ponteiros recuaram para 11h45, dando ilusão de uma possível paz.

Desde 1998, o relógio estava em 23h51. Após o atentado de 11 de setembro de 2001 o relógio avançou 2 minutos com relação a 1998. Os ponteiros registraram 23h53, mostrando que o ataque às torres do World Trade Center podem ter sido o início de grandes mudanças.

Conforme pronunciamento de George Lopez, presidente da "Bulletin of the Atomic Scientists" "Apesar da promessa de campanha de repensar a política nuclear, a administração Bush não tem dado passos significativos para modificar as políticas de alvos nucleares ou reduzir as posições de alerta das forças nucleares".

Outro motivo da alteração seria o risco um atentado terrorista utilizando armas nucleares e de uma guerra entre a Índia e o Paquistão. Os dois paises possuem um arsenal nuclear de grande porte e os estudiosos temem uma guerra decorrente dos conflitos já existentes.

Temos que cuidar do nosso mundo. Temos que lutar pelo desarmamento nuclear. É como se estivéssemos sentados em uma mina terrestre, pronta para explodir. E as vítimas de toda essa ganância e irá política seremos nós, pessoas da paz.



Por Reinaldo Ferraz

posted by Eterna Melodia do Vento at 3/24/2005 09:29:34 AM


**Acredite!Comente!**:




wQuarta-feira, Março 16, 2005


Aqui vai um texto para refletir de meu querido amigo Bran. :)

* O Pomo da Discórdia ? (*)


Nesses anos em que me dedico à busca pelo conhecimento, aprendi a acreditar que CULTURA é uma coisa e SABEDORIA é outra, ou seja, mesmo que conseguíssemos ler todos os livros do mundo sobre um determinado assunto, estaríamos adquirindo CULTURA, o modo como colocaríamos em prática estas informações é que diria até onde poderíamos ou não, sermos considerados SÁBIOS.

O primeiro ponto que me vejo pensando quando olho pro paganismo brasileiro é o fato de sermos tão poucos, se compararmos aos demais credos e mesmo assim existir tanta discussão, ressentimento, orgulho e desafetos entre um povo que costuma cantar em suas celebrações frases do tipo: “Todos nós viemos da Deusa e a ela voltaremos”, ou “Abençoadas, Abençoados os que amam a Deusa”, ou ainda “O círculo está aberto mas não foi quebrado, o amor da Deusa está dentro de nós, Feliz encontro e Feliz Partida para um Feliz Reencontro.”
Basta passar um tempo em uma lista de discussão pra ver o quanto de harmonia, o quanto de irmandade existe nesse nosso paganismo brazuca, e é claro que defendo o direito de todos que se sintam atingidos de alguma maneira de se defender, mas quando o objetivo passa não mais ser trocar informações, opiniões, e sim ofensas, estamos prestando um desserviço a nós todos.



Nesses anos, participei de alguns grupos (abertos, fechados, etc) em que tínhamos sempre duas regras básicas que nos ajudavam a levar a discussão sobre qualquer tema (com todas as discórdias normais e necessárias para o bom desenvolvimento de todos) de uma maneira segura, que eram as seguintes:

1) Quando expressar sua opinião, nunca o faça pensando em ofender alguém.
2) Quando ouvir a opinião de outro, nunca se sinta ofendido.

Acreditando que todos seguiam essas duas regrinhas básicas, conseguíamos evoluir em nossa caminhada.

É claro que pra isso funcionar depende da boa vontade de todos, mas se tentarmos olhar o outro pelo prisma não da ofensa e sim da opinião, já estaríamos evoluindo em busca da tão batida frase que diz que ser bruxo é estar em harmonia com a natureza e assim sendo, também com as pessoas que estão à nossa volta.

Em magia, temos quatro verbos que são Ousar, Querer, Saber e Calar, que norteiam a vida de quem busca a evolução por esse caminho e é claro que o calar aqui deve ser entendido como dizer apenas o necessário, respeitando o momento de cada um, uma vez que todos estamos no caminho, apenas uns começaram antes dos outros.

Agora, de nada adianta adquirir conhecimento se não conseguimos colocá-lo em prática, pois o saber denota agir ou caímos no erro de sermos magos, bruxos, , wiccanos, “streghas”, tradicionais, etc., apenas na teoria e nesse caso, estaríamos incorrendo no erro de criarmos algo como "Pagão Não Praticante", ou seja, eu conheço tudo do assunto, sei nomes, datas, festas, mas no meu dia a dia isso tudo não se reflete em meus atos.

Citando um Axioma Hermético tirado do livro "O Caibalion", temos o seguinte:

"A posse do Conhecimento sem ser acompanhada de uma manifestação ou expressão em Ação é como o amontoado de metais preciosos, uma coisa vã e tola. O Conhecimento é como a riqueza, destinado ao Uso. A Lei do Uso é Universal, e aquele que viola esta lei sofre por causa do seu conflito com as forças naturais".

Está na hora de arregaçar as mangas, sair da teoria e partir para a prática, mas não apenas aquela prática dos WorkShops e seus facilitadores da Nova Era (nada contra eles é claro), desde que tenhamos em mente que de nada adianta passar um fim de semana num sítio maravilhoso, realizar uma jornada em busca de nosso animal de poder e voltarmos pro nosso dia à dia sem a consciência da real importância de termos trilhado essa jornada (seja ela xamânica, druídica, wiccana, ou outra que nossa busca nos leve a encontrar).

Pagar um curso de bruxaria que nos dê bases sólidas sobre o que é, de onde veio, quem somos e o que fazemos não é errado, o errado é buscar sempre as respostas fora e não encontrarmos o reflexo delas em nós mesmos.

Nós vivemos num mundo em que realmente no lugar de trilhar um caminho eu posso pagar pra alguém trilhar comigo (ou por mim) e ficar com os louros no final, mas será que essa coroa no fim não se converte naquela que adornava a cabeça do Rei dos Tolos?
A maior tolice é querermos enganar a nós mesmos, querendo que os outros dêem as respostas por nós ou ainda acreditando ser o que não somos, quando na verdade ninguém precisa ser nada, afinal “Todos nós somos filhos da Deusa...”.

E segue outra dica do mesmo Caibalion com relação às dificuldades que às vezes surgem e nos impedem de enxergar oportunidades de crescimento também entre a discórdia, cito outro Principio Hermético:

"Para mudar a vossa disposição ou vosso estado mental, mudai a vossa vibração".

Está na hora de mudarmos a vibração do paganismo no Brasil, deixarmos de tentar ser o que não somos, criar raízes sólidas, mostrar que somos o que somos por que escolhemos, não por que alguém nos impôs que fosse assim e principalmente aproveitar a oportunidade de preparar um caminho seguro para os que vierem depois de nós, por que se a cada instante cada um tentar mostrar que é maior ou melhor que o outro, estaremos apenas dando razão pra quem diz que bruxaria é coisa do “Demo”, pois nunca passaremos de uma versão “Demo” de um programa que tinha tudo pra dar certo, mas de tanto procurarmos falhas acabamos esquecendo da sua função principal.

(*) O Pomo da Discórdia
A lendária Guerra de Tróia começou numa festa dos deuses do Olimpo: Éris, a deusa da Discórdia, que naturalmente não tinha sido convidada, resolveu acabar com a alegria reinante e lançou por sobre o muro uma linda maçã, toda de ouro, com a inscrição "à mais bela". Como as três deusas mais poderosas, Hera, Afrodite e Atena, disputavam o troféu, Zeus passou a espinhosa função de julgar para Páris, filho do rei de Tróia. O príncipe concedeu o título a Afrodite em troca do amor de Helena, casada com o rei de Esparta. A rainha fugiu com Páris para Tróia, os gregos marcharam contra os troianos e a famosa maçã passou a ser conhecida como "o pomo da discórdia" - que hoje indica qualquer coisa que leve as pessoas a brigar entre si.
Fonte: “Sua Língua” por Cláudio Moreno.

* ßran ap Llyr
Fale com: bran_apllyr@hotmail.com

Sou Analista de Sistemas, atuo como Consultor na Área de Tecnologia da Informação e desde muito cedo (há mais de 20 anos) me interessei pelo que muitos denominam Ciências Ocultas
Fonte:http://www.tribosdegaia.com.br/





O que eu acho:


As vezes observo as pessoas que falam mil coisas,dizem conjurar e saber controlar todos os elementais e
tals... e nem duvido que não tenham tal poder,mas o que fazem? Utilizam tais coisas a seu bel-prazer e
acabam por não fazer na realidade fazendo nada. Pois acabam alimentando a Dona Ilusão.
Tem muitas pessoas que nem sabem o Pai Nosso, nem sabem quem é Jesus, não sabem que existem outros deuses e deusas, mas elas apenas não tem consciencia,mas praticam o Namastê todo o santo dia, conversam com o seu Deus e Deusa interiores. E fazem história e nem ouvimos falar deles.Mas são sábias pois SABEM viver .Eles tem o PODER, e sabem q náo tem controle sobre nada.
Ao contrario de muitos ilustres renomados...
Sim, conhecimento é muito bom, mas até onde estamos preparados para eles?

O que será que podemos fazer para mudar isso?
O que somos em magia, se não nos esforçarmos pra mudar.?
Se magia é transformação, o que estamos fazendo que não mudamos nada?
Eu estive fazendo alguns cursos na area do esoterismo, as aulas são legais, mas sempre acaba virando um imenso comércio,deixando pra trás a verdadeira
essencia.Sempre sinto que fica faltando um “QUE” que faria toda a diferença.
Cadê a mão estendida, o enxergar além,o sorriso
fraterno e o poder da transmutação.?

Onde está a nossa fé?


posted by Eterna Melodia do Vento at 3/16/2005 11:06:07 AM


**Acredite!Comente!**:




wTerça-feira, Março 08, 2005


Mulheres

O dia internacional das mulheres é de todos os dias, não tem hora ,dia ,espaço pra se dizer este é o dia .!
Está lá na força, na suavidade, na alegria e em todos os opostos que podem imaginar. Chega de mansinho ,examina, consola, irradia luz e as vz erradia escuridão tb. 'Mas marca presença.
É ser etereo e terreno, força criadora, da Deusa, da Mãe, da Companheira, da Guerreira.
És energia intuitiva, da direção , que se completas com o poder do homem ,da razão.

Cafunés e muita Luz.
Parabéns a todas as mulheres!

posted by Eterna Melodia do Vento at 3/8/2005 03:41:33 AM


**Acredite!Comente!**:




wSexta-feira, Março 04, 2005


Amigo Imaginário

Estava eu caminhando ,quando me deparo com um moço encolhido no canto da calçada.Ele chorava muito.Intrigada ,me aproximei e toquei no ombro dele.
E o olhar dele encontrou com o meu.
E aqueles olhos eram terrivelmente familiares.
E ele sussurrou num tom acusador:
"Você me esqueceu"
E com um ganido assustador eu o vi se transformar .

Acordei sem saber no que o moço tinha se transformado.

posted by Eterna Melodia do Vento at 3/4/2005 04:50:35 AM


**Acredite!Comente!**:




wSexta-feira, Fevereiro 25, 2005





#Prisão#

by: Suzana Sanae Yogi

Existe um garotinho sozinho no escuro,
Na espera,na espreita
Que reside dentro de você.
Existe uma garotinha que observa entre
Olhares assustados,
Olhares estes que nunca são correspondidos
E o garotinho
E a garotinha
Sussuram por entre frestas e sonhos
Não Lembrados
Que existem, que vivem
Que sonham
Dentro de seu Ser
Mas choram acorrentados
Pois seu Ser, está preso e prende eles
Prisão feita de medos,barro e experiencias.
Que reside no passado
E que teimoso, transporta ao presente...



posted by Eterna Melodia do Vento at 2/25/2005 07:07:22 PM


**Acredite!Comente!**:




wSábado, Fevereiro 05, 2005


Vale a pena ler de novo!

Saudações a todos ,

Uma coisa que me intrigou do livro Vai amanhecer outra vez, que é de onde extraí o texto abaixo,foi que ao me adentrar na leitura me deparo com o personagem principal que se chama Andrew,bem o livro gira em torno sobre o onze de setembro.Até aí tudo bem, mas muito antes de ler este livro eu escrevi um texto que fala sobre o mesmo assunto com o personagem principal que se chama André...

Eita coincidencia..,e eu não acredito em coincidencias,então fico me perguntando o que isso quer dizer???

Rs** Bem como tudo na vida, preciso ter paciencia,e a resposta virá.Basta eu estar atenta :b

Cafunés e muita luz



...De acordo com o Gênese,depois de tudo que foi dito e feito,Deus deu as costas ao casal e declarou:
"Eis que o homem é como um de nós,sabendo o bem e o mal."
Então Ele os atirou para fora do éden e os enviou para algum lugar ao leste do ajrdim,presumivelmente para viver em algum bairro ao leste do jardim,presumivelmente para viver em algum bairro da periferia onde eles e todos os seus descendentes (nós),teriam de se virar para sobreviver.
De tudo isto,os cristãos vêm com a história do Pecado Original.então veio Jesus,morreu na cruz e supostamente pagou nosso saldo devedor criado pelo "Pecado Original"
Mas aqui estamos,ainda nos virando para sobreviver.Não parece certo de que nós ,vivendo no século 21,ainda tenhamos de carregar o "Pecado Original" cometido por alguns parentes distantes quando nem sequer o ar condicionado havia sido inventado.
Por que nosso Criador almadiçoaria incontáveis gerações por causa de algo feito por um jovem casal em sua lua de mel?E se Jesus veio para morrer por aquele e todos os nossos pecados,por que ainda estamos aqui,alguns de nós mal conseguindo existir?
Nada disso faz sentido até que percebemos que nós não estamos na Terra por punição.Estamos aqui por que o Criador realmente nos deu o conhecimento do bem e do male, graças ao livre arbitrio,"Eis que o homem é como um de nós", estamos na Terra para colocar esse conhecimento em uso.

As coisas não mudaram muito depois que Jesus morreu na cruz, por causa de um "Pecado Original" cometido há muito tempo,porque Jesus, o mensageiro da Luz,veio à Terra para ensinar e não para pagar um débito que nunca existiu, em primeiro lugar.
Ele veio à Terra para viver como um homem e mostrar como,mesmo em um corpo físico denso,um espírito pode resisitr a tentação,pode separar a si mesmo de seu ego e orgulho e pode viver a vida no caminho estreito.Sua vida,não sua morte,é o caminho.Todos nós seríamos mais felizes e mais produtivos se parássemos de ver nossas vidas como punição.Nós progrediríamos em harmonia se vivêssemos sabendo que não estamos aqui para pagar pecados,mas sim para trabalhar em nossa evolução.A Terra não é uma punição.É uma das muitas escolas oferecidas pelo Universo.
Nossa vidas não são punições,são consequências do que nós,individual e coletivamente,temos "colhido da terrra".
Pense sobre as palavras abaixo por um ou dois minutos .então se a considerar adequadas ,viva sengundo elas.


MINHA VIDA NÃO É UM CASTIGO,
É UMA CONSEQUÊNCIA DO APRENDIZADO.

EU NÃO SOU UM PECADOR,
EU SOU UM ESPÍRITO QUE ESTÁ APRENDENDO ,
CRESCENDO E MUDANDO A CASA DIA QUE PASSA

NÃO HÁ PECADO,MAS HÁ O CERTO EO ERRADO.

EU ESTOU AQUI NA TERRA PARA ESCOLHER,
A MEU MODO E A MEU TEMPO,ENTRE ELES

A CADA ESCOLHA,EU APRENDO.

A CADA ESCOLHA EU CRESÇO

A CADA ESCOLHA, EU SOU.

Trecho retirado do livro Vai amanhecer outra vez,do Ricky Medeiros.



posted by Eterna Melodia do Vento at 2/5/2005 10:35:23 AM


**Acredite!Comente!**:




wQuarta-feira, Fevereiro 02, 2005


releitura...


Marionetes em um palco
Entre luzes e sorrisos plastificados
Vamos vivendo e silenciando
Calando a nossa verdadeira voz
Em sua real essência

Desconectados da Sua Realidade
E entregues a Ilusões
Mascaras são passadas
De geração em geração
E você no escuro de seu quarto
Em meio a um pesadelo
Que grita para você
- Cadê você,que não te enxergo:?

posted by Eterna Melodia do Vento at 2/2/2005 10:43:35 AM


**Acredite!Comente!**:




wSábado, Janeiro 22, 2005


Continuação

- O que é que tem a história dos gatos? - perguntei.
- Você me disse que acreditava que se está arriscando, como Max - disse ele.

- Acredito nisso, sim.
- O que estive tentando dizer-lhe é que, como guerreiro, você não pode simplesmente acreditar nisso e deixar a coisa correr. Com Max, ter de acreditar significa que você aceita o fato de que a fuga dele pode ter sido uma explosão inútil. Ele pode ter saltado para o esgoto e morrido instantaneamente. Pode ter-se afogado ou morrido de fome, ou pode ter sido devorado pelos ratos. Um guerreiro considera todas essas possibilidades e depois resolve acreditar de acordo com suas predileções íntimas. Como guerreiro, você tem de acreditar que Max conseguiu salvar-se, que ele não apenas fugiu, mas que manteve seu poder. Você tem de acreditar nisso.


Digamos que sem essa crença você nada tem. A distinção tornou-se muito clara. Achei que eu realmente tinha preferido acreditar que Max sobrevivera, sabendo que ele estava levando a desvantagem de uma vida inteira de mimos e bons tratos.
- Acreditar é fácil - continuou Dom Juan. - Ter de acreditar é outra coisa. Neste caso, por exemplo, o poder lhe deu uma lição esplêndida, mas você preferiu só usar a metade dela. Se você tem de acreditar, porém, tem de utilizar o fato todo.
- Entendo o que quer dizer - disse eu.
Meu espírito estava num estado de lucidez e achei que estava entendendo os conceitos dele sem esforço algum.
- Acho que você ainda não entendeu - disse, quase cochichando.
Ele me ficou fitando. Sustentei seu olhar por um momento.
- E o outro gato? - perguntou ele.
- Hem? O outro gato? - repeti, involuntariamente.
Eu esquecera a respeito. O meu símbolo girava em tomo de Max. O outro gato não me interessava.
- Mas interessa, sim! - exclamou Dom Juan, quando exprimi meus pensamentos. - Tem de acreditar significa que você também
tem de explicar o outro gato. O que saiu lambendo as mãos que o levavam a sua execução. Aquele foi o gato que se dirigiu para a morte, confiante, cheio de seus conceitos de gato. Você acha que se parece com Max, de modo que já se esqueceu do outro gato.
Nem sabe o nome dele. Ter de acreditar significa que você tem de considerar tudo, e antes de resolver que você se parece com Max,você deve considerar que pode parecer com o outro gato; em vez de fugir para salvar a vida e se arriscar, pode estar caminhando feliz para seu destino, cheio de seus conceitos.
Havia em suas palavras uma tristeza curiosa,ou talvez a tristeza fosse minha.Ficamos calados muito tempo.Nunca me passara pela cabeça que eu pudesse ser como o outro gato.A idéia me era muito angustiante."
..."Temos de acreditar que Max teve noção do que o estava perseguindo e teve poder suficiente para pelo menos escolher o lugar do seu fim.
Mas aí temos o outro gato,assim como há outros homens cuja morte os cercará qdo estiverem sós,sem consciencia,olhando para as paredes de um quarto feio e despido.
...mas há o outro lado, aquele homem por exemplo está morrendo onde sempre viveu,nas ruas.Tres policiais são a sua guarda de honra.E quando ele for se apagando,seus olhos terão um último vislumbre das luzes nas lojas do outro lado,os carros,as árvores,as multidões de pessoas a sua volta,e seus ouvidos se encherão pela última vez com os ruídos do trafego e as vozes dos homens e mulheres que passam
Assim,você vê,sem uma consciência da presença de nossa morte não há poder,nem mistério.
Fiquei olhando para o homem muito tempo.Ele estava imóvel .Talvez estivesse morto.Mas minha descrença não importava mais.
Dom Juan tinha razão. Ter de acreditar que o mundo é misterioso e insondável era a expressão de preferência mais íntima do guerreiro.Sem isso ele nada tinha "


De Carlos Castañeda. Trecho retirado do livro: Porta para o Infinito.


posted by Eterna Melodia do Vento at 1/22/2005 01:34:11 PM


**Acredite!Comente!**:




w


TER DE ACREDITAR


"... Uma amiga minha encontrou dois gatinhos quase mortos dentro de uma secadora,numa lavanderia automática.
Ela os reanimou e,com muitos cuidados e ótima alimentação,criou-os até eles virarem dois gatos gigantescos,em preto e um avermelhado.
Dois anos depois ela vendeu a casa .Como não podia levar os gatos e não conseguisse encontrar outro lar para eles,
nas circunstâncias só o que podia fazer era levá-los para uma clínica veterinária e sacrifica-los.
Ajudei a levá-los.Os gatos nunca tinham entrado num carro;ela procurou acalmá-los,mas eles a arranharam e a morderam especialmente o avermelhado,que ela chamava de Max.Quando afinal chegamos à clínica,ela levou primeiro o gato preto;pegando-o no colo e sem dizer uma palavra ela saltou do carro.O gato brincou com ela, dando-lhe patadas delicadas enquanto ela abria a porta de vidro para entrar na clínica .


Olhei para Max;ele estava sentado no banco de trás.O movimento de minha cabeça deve tê-lo assustado,pois ele pulou para baixo do assento de motorista.Fiz o assento deslizar para trás .Não queria pôr a mão embaixo,de medo que o gato me mordesse ou arranhasse minha mão.O gato estava deitado dentro de uma depressão no fundo do carro.Parecia muito agitado,sua respiração estava ofegante.Ele olhou para mim;nossos olhares se encontraram,e fui dominado por uma sensação de opressão,desespero ou talvez constrangimento por tomar parte no que estava ocorrendo.
Senti uma necessidade de explicar a MAx que a decisão fora de minha amiga ,e que eu só a estava ajudando .O gato ficou me olhando como se entendesse minhas palavras.
Olhei para ver se ela já vinha de volta.Eu a via através da porta de vidro.Ela estava falando com a recepcionista.Meu corpo teve um choque estranho e automaticamente abri a porta do carro.
"Corra MAx,corra!",disse eu ao gato.
Ele saltou para fora do carro e deu uma corrida para o outro lado da rua,o corpo rente ao chão,como uma autêntico felino. Aquele lado da rua estava vazio;não havia carros parados e eu via Max correndo,junto à sarjeta.Ele chegou à esquina de uma grande avenida e depois se meteu por um cano de esgoto.
Minha amiga voltou,contei~lhe que Max havia fugido.Ela entrou no carro e nós fomos embora sem dizer uma palavra.
Nos meses que se seguiram o incidente passou a ser um símbolo para mim.Imaginei,ou talvez tivesse visto,um brilho
estranho nos olhos de Max quando ele olhou para mim antes de saltar do carro.E acreditei por um momento que aquele bichinho de estimação,castrado,obeso e inútil ,tornou se um gato.
Eu disse a Dom Juan que estava convencido de que,quando Max correu para o outro lado da rua e mergulhou no esgoto,o seu "espírito de gato" estava impecável,e que talvez em nenhum momento de sua vida o seu "gatismo" fora tão evidente A impressão que o incidente deixou em mim foi inesquecível.
Achei que eu era como Max,mimado demais,domesticado em muitos sentidos,e no entanto não podia deixar de pensar que havia sempre a possibilidade de um momento que o espírito do homem poderia apossar-se de todo o meu ser ,assim como o espírito de "gatismo" se apossou do corpo flácido e inútil de Max.
Dom Juan tinha gostado da história e tecera alguns comentários sobre ela.Disse que não era assim tão difícil deixar que o espírito do homem fluísse e se apossase;mas que mantê-lo era coisa que somente um guerreiro poderia fazer.

De Carlos Castañeda. Trecho retirado do livro: Porta para o Infinito.



posted by Eterna Melodia do Vento at 1/22/2005 01:23:03 PM


**Acredite!Comente!**:




wQuarta-feira, Janeiro 19, 2005


Estou lendo um livro de Carlos Castaneda,porta para o infinito, que linda surpresa encontrar um misto de Richard Bach com Paulo Coelho,to com uma suspeita que Dom Juan e seu discipulo foram grandes fontes de inspiração para esses admiraveis autores,sei lá pode ser apenas loucuras da minha cabeça. O legal é que este livro me deu uma inspiração a mais de como vou terminar o conto doido das Alfaces Canibais.Uma leve idéia se formado. :)
Uma curiosidade alguém já teve um amigo invisivel?
O post anterior foi escrito para uma apresentação de um trabalho para o curso de reiki, e aleluia e graças a Deus e pela essencia de tudo chamada fé ,que foi o tema que escolhi e consegui apresentar,é foi um passo.


posted by Eterna Melodia do Vento at 1/19/2005 03:41:48 PM


**Acredite!Comente!**:




wTerça-feira, Janeiro 18, 2005


O Despertar **

Despertar pelo
Dicionário Houaiss
1 fazer sair ou sair do sono, do estado dormente; acordar, espertar
Ex.:
2 fazer sair ou sair do estado de torpor ou de inércia, fazer readquirir ou readquirir força ou atividade; espertar
Ex.:
3 dar ocasião ou origem a, fazer nascer; provocar, excitar, estimular, espertar
Ex.:
4 acordar ou amanhecer (em determinado estado)
Ex.:
pronominal
5 tornar-se manifesto, fazer-se conhecer; revelar-se, manifestar-se
Ex.: o sentido da visão despertava-se-lhe aos poucos
■ substantivo masculino
6 ato ou efeito de despertar; despertamento
Ex.: o calmo d. dos justos
7 Derivação: sentido figurado.
ato ou efeito de abandonar a indiferença, a inatividade, ou de iniciar um processo
Ex.: o d. do sexo
8 retorno à consciência; reconhecimento
Ex.: o d. do país para a situação de penúria da educação
9 Rubrica: história da religião.
conjunto de movimentos religiosos manifestados por meio de atos de conversão e consagração, que balizaram a renovação espiritual do protestantismo na Suíça, França, Inglaterra e, esp., na Alemanha, nos sXVIII-XIX


Não cessaremos de explorar
E ao final de todas as explorações
Acabaremos chegando ao ponto de onde partimos
E o conheceremos,pela primeira vez
-T.S. Elliot, “Little Gidding”


**Despertar
Suzana Sanae Yogi
Aos 4 anos de idade,eu comecei ver luzes lindas,suaves vibrações que se projetavam em forma de luzes coloridas ,bailavam ao redor das pessoas ,dos animais,plantas,objetos.
Contei das luzes aos meus pais.
De repente fui parar numa sala branca,com um senhor vestido todo de branco ,me cutucando e fazendo perguntas estranhas.
No dia seguinte me falaram que eu tinha que usar uns óculos estranhos,escuros.Ao colocar aqueles óculos um peso horrível se instalou sobre meus ombros e a partir daquele momento eu havia me perdido.
Todas as cores sumiram.As luzes,as vibrações,a alegria,se tornaram uma apagada lembrança em meu mundo que se tornou preto e branco.
Falaram para mim que eu enxergava demais,que isso era uma anomalia que podia desencadear na cegueira.A única forma de evitar isso seria usando esses óculos.
Muito tempo se passou e eu vivendo dessa maneira ,sem viver e então uma saudade do colorido,das luzes,e principalmente do meu Eu tomou conta de mim e algo parecia estar explodindo.Uma voz suave e calma sussurrava:
-Nada vai ser pior do que já está.Apenas aceite
-Aceite se ficar cego e não se culpe.
-Aceite se voltar a enxergar e não fique ressentido com seus pais,com o médico.
Apenas aceite.Enxergue...visualize..sinta...no seu maior dom e seu maior desafio que é sua visão.Enxergue além de seus medos,de qualquer culpa,magoas ou fobias...
Foi aí que decidi me livrar do meu pior pesadelo;meus óculos.Fui adiante pq aceitei que qualquer que fosse o resultado já existia vitória pq a partir daquele mágico momento eu revivi. Eu estava renascendo.Estava num estado zumbi e decidi viver
Tirei os óculos.Entrei em pânico,a luz machucava meus olhos,senti tudo girando,o mundo parecia muito maior e assustador,não enxergo nada!Preciso voltar pra segurança dos meus óculos...ali era ruim,mas eu estava segura!
Mas aí uma suave vozinha me lembrava da minha decisão de simplesmente aceitar,qualquer que fosse o resultado,mesmo que eu ficasse cega,mesmo que voltasse a enxergar.Mesmo que tudo indicasse que aquele novo mundo era ruim.Essa voz falava sobre algo muito maior que confiar ,que ser otimista.Falava de fé
Muitas vezes caí,coloquei de volta os óculos,mas toda vez que ficava sem os óculos algo muito maior que o pânico,o desconforto,a dor,o desconhecido começava a inundar dentro de mim
A minha essência retomou seu lugar de origem,onde sempre deveria ter estado.

Finalmente,consegui,joguei fora os óculos ,e estou aqui vivendo e quebrando óculos que “grudaram” em mim








posted by Eterna Melodia do Vento at
1/18/2005 10:37:22 AM


**Acredite!Comente!**:




wSegunda-feira, Janeiro 17, 2005


Ontem fui assistir O grito, legal foi presenciar a reação do pessoal ,filme que garante uns bons sustos.
Visitem : Explore a casa/O grito.
Para o pessoal que não está acostumado com filme de terror do Japão, que tem por característica pouco sangue e muito suspense se surpreende,acho legal essa parceria Japao e EUA espero que venham mais filmes assim :)

Cafunés e muita Luz

posted by Eterna Melodia do Vento at 1/17/2005 09:11:25 AM


**Acredite!Comente!**:




wSexta-feira, Janeiro 14, 2005


Hoje de manhã,o vento soprava uma brisa fria com um gostinho de dias frios, mas agora o dia anuncia um lindo dia de sol.
Algumas metas que planejei para 2005 ,perder uns 10 quilos :b , terminar a história das Alfaces Canibais Mutantes, O Enigma da Aliança e Gabrielly e Daniel- O bem e o mal.
Virar terapeuta e por em prática isso e conseguir ser mais eu,sem essa máscara de insegurança ,timidez e tals.
Mas de repente parece que todo o ânimo se esvai como a água da torneira que se vai no ralo. E aí vai minha eterna pergunta , por que tenho tanta dificuldade em me envolver ,socializar ,ficar natural na frente das pessoas.Eu fico admirada com as pessoas tão a vontade, fazendo amizades tendo um monte de historias pra contar ,enfim vivendo ....
Bom...
Acho que esse post foi meio sem graça talvez pq eu nao tinha muito a escrever mesmo...
Deixo a vcs um carpe diem.
Cafunés e muita luz

releitura


Dimensões
by Suzana Sanae Yogi
A rosa era linda,um botão ainda, em tons suaves de lilás e branco,desabrochou e suas petálas começaram a cair se transformando numa criança que chora,estranhamente protegida pela solidão,ao fundo crianças que brincam,de repente alguém aparece e observa aquela cena e ele vai em direção do som dos soluços,mas qto mais caminha,mais a criança se distancia.O homem se sente mal,tudo rodopiava e então mergulha numa escuridão profunda.
Ele sente que estão lhe dando algo pra tomar. E engole aquilo que lhe enfiam goela abaixo.Estava muito zonzo.Vozes de crianças invadiram seus ouvidos:
- Moço.Você está bem?-era a voz de uma menina
-Claro,com a minha sopa,qualquer defunto levanta- parecia a voz de um menino de uns onze anos
-Eu acho que ele dormiu demais- era a mesma voz da menina
Conseguindo focalizar a visão,percebeu que eram as mesmas crianças do quadro.Só a criança que chorava não estava lá.
-Quanto tempo estou aqui-perguntou,o homem num sussurro
-Você dormiu 5 luas.
-Luas?- o que significava luas?tudo parecia cada vez ficar mais confuso-pensava o homem.
-É ,ué-respondeu o menino, como se fosse a coisa mais óbvia do mundo.
-Onde estou,afinal de contas- pergunrou o homem,num esforço desesperado.
-Onde você sempre esteve- responderam as crianças em uníssono
- Lukas? você está bem?- o homem o olhava preocupado.
Estava em pé,parado diante de um quadro:a criança, a rosa, e um homem.Tudo retratado naquele quadro. Piscou,assustado demais para esboçar qualquer reação.
-Vamos Lukas. Leia isso - o homem parecia conhece-lo, tinha olhos que inspiravam confiança.E estendia um papel de um modo tão urgente para que lesse,que ele ficou até irritado.Estava todo confuso, quase tendo um surto,e o homem só se importava em que lesse um papel?
Suspirou resignado,e pôs se a ler:



Imaginação
de Samuel Taylor Coleridge (1772-1834)

E se você dormisse?
E se,
Durante o sono,
Sonhasse?
E se,
No seu sonho,
Você fosse ao céu
E lá colhesse
Uma estranha e
Bela flor?
E se,
Quando acordasse,
Você tivesse a flor
Na mão?


Desviando meus olhos do papel e fixando minha atenção ao homem do meu lado,eu pensava que tinha ficado louco,afinal de contas.
Então o homem ao meu lado me disse:
-Que imaginação você tem!Ou talvez não seja imaginação.

E então acordei,em minha cama.Abobalhado.Com a rosa em minha mão.

posted by Eterna Melodia do Vento at 1/14/2005 09:52:58 AM


**Acredite!Comente!**:




wQuarta-feira, Janeiro 12, 2005


Existe um certo encantamento na chuva, que nos faz ficar com os olhos fixos nas goticulas que caem incessante e insistentemente,hipnotizados no cair ritmico e na cadencia e aromas da chuva de repente somos lançados em algumas lembranças,nostalgias,idéias,tristezas e alegrias tudo dependendo do seu estado de espírito...

releitura


Mala
by Suzana Sanae Yogi

Embaixo da cama havia uma mala
E meu mundo estava dentro dele
Meus livros,minhas roupas
Muitas de minhas lembranças

E certo dia
Eu saí
E deram o meu mundo
Pra um alguém

Pensei que fosse morrer
Fiquei doente ,muito doente
Afinal,levaram o meu mundo
Perdi a fome,o sono e a alegria
Afinal eu não tinha mais meu mundo.

Mas caminhando, com a cabeça baixa
De repente pude perceber
Que o meu mundo não era uma mala
Era muito mais do que eu podia imaginar.




posted by Eterna Melodia do Vento at 1/12/2005 04:39:17 PM


**Acredite!Comente!**:




wSexta-feira, Janeiro 07, 2005


Feliz 2005! Estou com uma impressão de que este ano vai ser de muitas mudanças.Ou muda ou muda sem opção.Estejam atentos aos sinais, para que sinais mais doloridos náo cheguem chacoalhando tudo....
Gostaria de colocar neste post aqui uma reflexao ...Quantas vz vc riu hoje, e quantas vezes vc chorou hoje? E nesta semana...Podes crer, vc riu zilhoes de vezes mais do que chorou e ainda diz que a vida é triste:?A vida apenas é!
E como é!
Cafunés e muita Luz !


posted by Eterna Melodia do Vento at 1/7/2005 12:38:05 PM


**Acredite!Comente!**:




wTerça-feira, Janeiro 04, 2005


2005 chegou... fogos de artificio brindaram seu nascimento.Mas o mais belo espetaculo eram as estrelas que cintilam sempre todas as noites mesmo quando nuvens escuras nao permitem a visualização de sua luz. Mas podemos senti-las e esse é o nosso poder.Esse é o verdadeiro enxergar.Enxergue além.
Faço um apelo neste ano,vamos tentar ver além da poluição, das nuvens cinzentas, das nossas tristezas,vamos ampliar o nosso céu azul-celeste em um mar de esperança,força,ação e fé.Não...não deixe que a palavra fé,Deus, o afaste... Alguns podem se assustar com o que estou escrevendo aqui,Infelizmente muitos já olham com ceticismo tudo o que se relacione com religiao, fé ,Deus,etc e tals.MAs deixem as idéias pré concebidas de lado. E olhe com um ar novo , como uma fenix renascida das cinzas ,queime todas as ideias que plantaram em seu consciente e inconsciente e reflita que Deus não precisa ser o que lhe disseram mas simplesmente é o que te faz bem. O que te inspira, o que te dá forças para seguir em frente.E aí tb entra a Deusa. Alguns entenderão,outros não.Mas todos sentem, mesmo que neguem. Pare de negar o que sua alma sussurra com voce, permita que o seu conceito de fé mude, pq é ela que faz a diferença...
Feliz 2005 ! Espero que eu tenha conseguido passar pelo menos um pouquinho de alegria e de uma nova visão...Se vc está confuso,já é um grande começo!
Cafunés e muita Luz
Su

posted by Eterna Melodia do Vento at 1/4/2005 03:45:24 PM


**Acredite!Comente!**:




wQuinta-feira, Dezembro 23, 2004


Feliz Natal!!!


posted by Eterna Melodia do Vento at 12/23/2004 10:15:22 AM


**Acredite!Comente!**:




wSexta-feira, Novembro 26, 2004


Charadinha :b

O pai do do padre é filho único do meu pai.Quem sou eu?



posted by Eterna Melodia do Vento at 11/26/2004 05:31:49 PM


**Acredite!Comente!**:




wQuarta-feira, Setembro 22, 2004


Estava eu na aula de Kahuna Reiki, quando o professor começou a falar sobre a depressão.O que seria a depressão?Um buraco fundo....
Então a depressão é isso,A gente se enfia num buraco, e não sente forças pra sair de lá. Na hora lembrei do conto do Abismo.
Tirem suas proprias conclusões...

O ABISMO
by Suzana Sanae Yogi
O meu Amigo Invisivel que é tudo que vcs possam imaginar e não imaginar apareceu de repente e me disse pra acompanha-lo.
Ele estava quieto e estranho.Paramos na beira de um penhasco.
Os cabelos dele esvoaçavam contra o vento,e de repente ele sorriu de pra mim de um jeito triste ,ironico e que me assustou muito.E me disse;
-Pule!
Eu olhei pra ele como se estivesse endoidado.E ele deu uma histérica risada ;
- Vamos ,jogue-se nesse abismo!- falava ele ,os olhos dele estavam com um brilho estranho.E suspirou.E no segundo seguinte,sem que eu tivesse tempo pra piscar estavamso caindo,caindo no abismo!
Sem nem conseguir respirar direito, aterrorizada eu gritei desesperada:
- O que você fez????
Ele caia em camera lenta ,enquanto eu parecia ser um boneco sem ossos ,caindo rapidamente e tudo começava a rodopiar.Olhando em minha direção ,e com a expressao ausente ,ele me respondeu:
-Sabe o abismo pode ter e muitas vezes não tem um fim, parece um buraco infinito negro e que nunca acaba.O fim dele ninguém sabe explicar.Ou talvez ninguém ouse dizer.Depende muito o por que vc escolheu pular num abismo.Sim,vc escolheu.E sou eu, quem te pergunto".O que vc fez???

posted by Eterna Melodia do Vento at 9/22/2004 05:34:40 PM


**Acredite!Comente!**:




wTerça-feira, Setembro 14, 2004


Devaneios Românticos**
Estava eu me lembrando de uma música antiga, e hoje de manhã assisti um pouco do programa do Ronnie Von,e o tema do almoço era o príncipe encantado do seculo XXI.
Bem, a música antiga descobri faz alguns anos atrás revirando discos de vinis e numa época onde a vitrola ainda funcionava.Era um disco escrito Cinderela, minha máe me disse que era de uma novela da extinta tv Tupi, nela a canção antiga na qual me apaixonei fala de um reino distante,reis e princesas mas lembra os dias de hoje.A música me encanta pois conta a história da dança da vida, dos desafios,dos sonhos e a ingenuidade que paira e resiste bravamente escondido dentro de todos nós...
Bem, deixa eu colocar aqui trechos que eu me lembro de cabeça:


"
O passado é meu presente ,disfarçado em tempo antigo.Fadas náo existem mais,semelhança ainda resta, nas despensas táo iguaisDeixe que as crianças cantem,sem tomar sentido que tudo mudou!
Eu sou um cavaleiro herdeiro,de um grande reino, que náo tem amor
Nesta dança ,a dança é minha.Tu serás rainha e eu serei senhor!"
Bom, tem mais , mas só lembro desses trechos...
Cafunés a todos, e vamos sonhar um pouquinho rs**
;)

posted by Eterna Melodia do Vento at 9/14/2004 05:11:04 PM


**Acredite!Comente!**:




wSábado, Setembro 11, 2004


releitura


Eu nem sabia direito como era um bem te vi.Ouço teu canto quase todas as manhãs da janela da minha casa, me fazendo sentir mais leve, e em minha mente eu nem sabia se já o havia observado,ficava imaginando como seria, então olhando sua imagem aqui ,que eu descobri pelo google ,já sei que já o vi bem pertinho, Mas é lindo como o seu canto que parece saudar o nascer da manhã.
Com a sua melodia

**Bem-Te-Vi**

posted by Eterna Melodia do Vento at 9/11/2004 11:00:49 AM


**Acredite!Comente!**:




wQuinta-feira, Setembro 09, 2004


Existe um certo encanto,uma beleza,um brilho naqueles que conseguem ver além das sombras,que chamam lagartas de borboletas.A esses muitos os chamam de mestres...
Os artistas pintores exercem uma rara magia em suas telas,captam tristezas,alegrias,mistérios,essencias sutis que pairam no ar,estes também possuem uma visão diferenciada, mas acho que não os chamaria de mestres.
Os escritores com seus montes de papéis e anotações,livros,palavras rabiscadas aqui e ali juntam situações, por vezes conduzem multidões,e se descobrem a si proprios em suas palavras, ah,os artistas pintores tb,se desvendam a si proprios em suas imagens..
Não os chamaria de mestres, mas gostaria ,me soa melhor ao chama-los de pessoas de fé.
Para aqueles que conseguem verdadeiramente sentir o que é a fé.
Somos deuses,somos demônios,somos anjos,somos elfos,somos gnomos,somos duendes,ou talvez não sejamos nada,em um tudo compartilhado.
Por algum tempo estive batendo em uma tecla, não busque no exterior, as respostas estão dentro de você.Mas será que estão mesmos? Se somos parte de um todo, náo conseguiriamos parte das respostas no todos?Eu sei,acho que ninguém está entendendo nada com nada.Tentarei explicar melhor...
Hoje talvez eu saiba qual a missão de todos aqui na Terra. Afinal o que estamos fazendo aqui, qual o objetivo.Compartilharam comigo essa resposta, e entáo fiquei refletindo que em se tratando do todo as respostas estáo no externo, eu hoje sei o que TODOS tem como missão.Mas a minha parte, a minha missão ainda é um quebra cabeça onde ainda apenas tenho algumas peças.Preciso ir ajuntando....
Bem terminarei aqui o meu relato que muitos devem considera-lo no mínimo estranho :b
Cafunés e Muita Luz.
E sintam a energia do Sol...

posted by Eterna Melodia do Vento at 9/9/2004 11:29:17 AM


**Acredite!Comente!**:




wSábado, Setembro 04, 2004


Saudações Fraternais ** ;)
Pois é, meu blog completou um ano em 12/06/2004... O tempo voa, caminha,caminha e nunca para.Choramos,rimos,fomos alegres e tristes e estamos aqui ou caminhando ou parados ou contemplando mas o tempo não para.
Em 12/06 se comemora o dia dos namorados ,mas para mim se comemora o Dia do Amor que é todos os dias... Entao assim coloco aqui uma releitura...

**Instantes Mágicos**
by Suzana Sanae Yogi.

Ele tem a vontade dela em sua mão
Ela tem a vontade dele
Em sua mão
Mas nenhum dos dois tem tal conhecimento
São duas almas opostas que se cruzaram
E neste segundo de reencontro seus olhares se fixaram
E assim foi compartilhado seus universos,seus medos,o seu tudo e seu nada.
Naquele louco instante se amaram intensamente,
Instante que se transformou em um século
E choraram,riram,foram felizes e tristes.
Novamente tudo e nada.
E tão rápido e demorado foi aquele instante.
Que eles se distanciaram
Sem se darem conta.
E tão longe estão um do outro.
Mas unidos para sempre
Por culpa daquele tão belo
Instante Mágico.



E em 01/09 completei mais um ano de vida...

Mais um ano existencial



<"> Mais um ano de total existencia e que se funde a inexistencia, tudo e nada, todos os opostos se confundem se fundem e se equilibram,mais um ano para sentir e encontrar e na ânsia da busca ,verificar que posso adquirir uma resposta ,mas eternamente buscarei.Cafunés...Su.

Obs.sirvam -se a vontade do meu bolo virtual ;)




PS. Alguns leitores devem ter notado que não há mais arquivos de posts anteriores, vou colocando aos poucos uma selecao dos melhores posts,espero que apreciem ;)
Cafunés...



posted by Eterna Melodia do Vento at 9/4/2004 02:14:25 PM


**Acredite!Comente!**:




wSexta-feira, Agosto 27, 2004


"O Pai Perdoa

De: W.Livingston Larned

Escute filho:enquanto falo issso,você está deitado,dormindo,uma mãozinha enfiada debaixo do seu rosto.os cachinhos louros molhados de suor grudados na fronte.entrei sozinho e sorrateiramente no seu quarto.Há poucos minutos,enquanto eu estava sentado,lendo meu jornal na biblioteca,fui assaltado por uma onda sufocante de remorso.E,sentindo-me culpado,vim para ficar ao lado de sua cama.
Andei pensando em algumas coisas,filho:tenho sido intransigente com você.Na hora em que se trocava para ir à escola,ralhei com você por não enxugar seu rosto direito com a toalha.Chamei-lhe a atenção por não ter limpado os sapatos.Gritei furioso com você por ter atirado alguns de seus pertences no chão.
Durante o café da manhã,também impliquei com algumas coisas.Você derramou o café fora da xícara.Não mastigou a comida.Pôs o cotovelo sobre a mesa.Passou manteiga demais no pão.E quando começou a brincar e eu estava saindo para pegar o trem,você se virou,abanou a mão e disse:"Tchau,papai!"e,franzindo o cenho,em resposta lhe disse:"Endireite esses ombros!"
De tardezinha,tudo recomeçou.Voltei e,quando cheguei perto de casa,vi-o ajoelhado,jogando bolinhas de gude.Suas meias estavam rasgadas.Humilhei-o diante de seus amiguinhos,fazendo-o entrar na minha frente.As meias são caras-se você as comprasse tomaria mais cuidado com elas!Imagine isso,filho,dito por um pai!
Mais tarde,quando eu lia na biblioteca ,lembra-se de como me procurou,timidamente,uma espécie de mágoa impressa nos seus olhos?Quando afastei meu olhar do jornal,irritado com a interrupção ,você parou à porta:"O que é que você quer?",perguntei impacável.
Você não disse nada,mas saiu correndo num ímpeto na minha direção,passou os braços em torno do meu pescoço e me beijou;seus braços foram se apertando com uma afeição pura que Deus fazia crescer em seu coração e que nenhuma indiferença conseguiria extirpar.Assim retirou-se,subindo correndo os degraus da escada.
Bem,meu filho,não passou muito tempo e meus dedos se afrouxaram,o jornal escorregou por entre eles,e um medo terrível e nauseante tomou conta de mim.O que o hábito estava fazendo de mim?O hábito de ficar achando erros,de ficar fazendo reprimendas-era dessa maneira que eu o vinha recompensando por ser uma criança.Não que não o amasse;o fato é que eu esperava demais da juventude.Eu o avaliava pelos padrões de minha próprioa vida .
E havia tanto de bom,de belo e de verdadeiro no seu caráter.Seu coraçãozinho era tão grande quanto o sol que subia por detrás das colinas.E isto eu percebi pelo seu gesto espontâneo de correr e dar-me um beijo de boa noite.Nada mais me importa nesta noite filho.Entrei na penumbra de seu quarto e ajoelhei-me ao lado de sua cama envergonhado!
É uma expiação inútil;sei que,se você estivesse acordado,não compreenderia essas coisas.MAs amanhã serei um papai de verdade!SErei seu amigo,sofrerei quando você sofrer,rirei quando você rir.Morderei minha língua quando palavras impacientes quiserem sair de minha boca.Eu irei deizer e repetir,como se fosse um ritual :"Ele é apenas um menino-um menininho!"
Receio que o tenha visto até aqui como um homem feito.MAs,olhando-o agora,filho,encolhido e amendrotado em seu ninho,certifico-me de que é um bebê.Ainda ontem esteve nos braços de sua mãe,a cabeça deitada no ombro dela.Exigi muito de você.Exigi muito."

Em lugar de condenar os outros,procuremos compreendê-los.Procuremos descobrir por que fazem o que fazem.Essa atitude é muito mais benéfica e intrigante de que criticar;e gera simpatia,tolerância e bondade."Conhecer tudo é perdoar tudo"

Como disse o Dr.Johnson:"O próprio Deus,senhor,não se propõe julgar o homem até o final de seus dias".
Por que faríamos isso,você e eu?

Retirado do livro Como fazer amigos &influenciar pessoas de Dale Carnegie.

posted by Eterna Melodia do Vento at 8/27/2004 07:12:59 PM


**Acredite!Comente!**:




wSábado, Agosto 21, 2004


Queria eu poder respirar a Liberdade.
Sonhar sonhos enluarados, sem questionamentos
E nem respostas.

Quisera eu poder soprar como o vento
E estar em norte,sul,leste,oeste.
Mas tenho a minha imaginação
E já é um grande presente.




posted by Eterna Melodia do Vento at 8/21/2004 11:13:27 AM


**Acredite!Comente!**: